Tags: Obrigações |

Investidores fogem da liquidez


No agregado dos fundos obrigacionistas e de mercado monetário, registaram-se subscrições líquidas negativas, desde o início do ano, com uma parte significativa dessas subscrições a estar focada em fundos de tesouraria e monetários. Contudo, há uma lista de fundos deste segmento que conseguiram captações positivas no período. 

IMGA Euro Taxa Variável. A alcançar subscrições líquidas de 66,53 milhões de euros desde o início do ano, é o fundo obrigacionista que mais captações conseguiu obter. Gerido por Ana Aguiar e Aitor Zubeldia, da IM Gestão de Ativos, investe principalmente em emissões de obrigações corporativas, representando 80,48% da sua carteira. As posições preponderantes em carteira são emissões da UBS (2,42%), da EDP (2,14%) e do Bank of America (2,06%). No entanto, investe também em emissões de dívidas soberanas, como é o caso da república italiana (1,97%) e portuguesa (1,81%). Ostentando o selo Blockbuster da Funds People, gere um património de cerca de 198 milhões de euros.

Seguindo-lhe os passos, encontra-se o Caixagest Obrigações Mais, apresentando subscrições líquidas no valor de 39,33 milhões de euros no período. Gerido pela Caixagest, é classificado com o selo Blockbuster pela Funds People. Investe de forma bastante diversificada. As maiores posições são em emissões de dívida do SBAB Bank (1,58%) da Legrand (0,79%) e do BNP Paribas (0,79%).

O terceiro lugar pertence ao Santander Multicrédito, a alcançar fluxos líquidos de 17,11 milhões de euros, desde o início do ano. Gerido por Carmen Borondo, da Santander Asset Management, é classificado com o selo Blockbuster pela Funds People. Gere um património de 239 milhões de euros e investe principalmente em emissões da Intesa Sanpaolo (2,41%), do Credit Agricole (2,35%) e da Morgan Stanley Finance (2,32%).

Ana Aguiar e Aitor Zubeldia, da IM Gestão de Ativos, gerem o quarto fundo da tabela – o IMGA Rendimento Semestral. Apresentando entradas líquidas de 11,75 milhões de euros desde o início do primeiro semestre, possui cerca de 45 milhões de euros em ativos sob gestão.

A alcançar subscrições líquidas de 11,41 milhões de euros desde o início do ano e a encerrar o nosso top 5 encontra-se o IMGA Rendimento Mais. Gerindo um património de 34 milhões de euros, é gerido por Duarte José e Ana Aguiar, da entidade gestora IM Gestão de Activos.

 

1

Fonte: Morningstar Direct

No lado oposto verificamos que alguns fundos de mercado monetário e de tesouraria tiveram resgates significativos, perfazendo um total de 366,44 milhões de euros repartidos entre os cinco fundos que maiores resgates líquidos verificaram. 

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido