Tags: Negócio |

Yield em emissão de obrigações do tesouro a 10 anos sobe


Portugal regressou ao mercado para mais uma emissão das obrigações do Tesouro a 10 anos com vencimento em junho de 2029. A yield fixou-se nos 0,333%, valor que se traduz num aumento de 0,066% face ao leilão de setembro. No que concerne o montante, este atingiu os 970 milhões de euros. Relativamente à procura esta superou 1,63 vezes a oferta.

O diretor da Gestão de Ativos do Banco Carregosa, Filipe Silva, comenta que “esta subida acaba por refletir um movimento que assistimos em toda a dívida soberana europeia, a título de exemplo os 10 anos alemães vieram dos -0.564% para os -0.288%.”

O profissional aponta as políticas acomodatícias dos bancos centrais e o abrandamento económico mundial como os motivos que continuam a suportar as taxas de juro em mínimos históricos e prevê que esta é uma tendência que não deve mudar muito nos próximos meses.

“O cenário atual tem permitido a Portugal estender a maturidade da sua dívida a taxas cada vez mais baixas. No início do ano para o mesmo prazo estávamos a pagar 1.568% e agora pagamos 0.333% é esta poupança que tem permitido ter margem de manobra para reembolsar antecipadamente alguns dos empréstimos concedidos pelo Fundo Europeu de Estabilização Financeira”, conta Filipe Silva.

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido

Próximos eventos