Tags: Obrigações | Ações |

Volatilidade do PSI 20 em mínimos de Maio de 2011


A volatilidade anualizada do PSI 20 recuou em Novembro pelo segundo mês consecutivo, situando-se em 12,82%, de acordo com os indicadores do mercado de capitais português referentes ao mês passado, divulgados pela CMVM, estando ao nível mais baixo desde Maio de 2011, quando era de 9,78%.

A percentagem de Novembro é ainda cerca de metade da verificada no mesmo mês do ano passado, quando se situava em 24,86%, segundo o histórico desta estatística divulgada mensalmente pela CMVM.

Analisando o período entre Maio de 2011 e Novembro de 2012 é evidente uma redução da volatilidade do PSI 20 durante o presente ano, face ao anterior. A partir de Maio, mês em que Portugal pediu ajuda externa e em José Sócrates se demitiu do cargo do primeiro ministro, a volatilidade do PSI 20 esteve sempre acima de 20%, algo evidente logo no mês seguinte, em Junho (22,11%), em que se realizaram as eleições legislativas de onde saiu vencedor Pedro Passos Coelho.

A partir de Janeiro houve uma descida para 18,65% e, até ao mês passado, só por uma vez a volatilidade anualizada do índice de referência esteve acima de 20%, em Julho (25,88%).

Em termos acumulados, de acordo com a mais recente estatística da CMVM, entre Janeiro e Novembro deste ano, a volatilidade anualizada do PSI 20 foi de 18,13%, abaixo dos 23,19%  verificados nos primeiros 11 meses do ano passado.