Tags: Negócio | Europa |

Volatilidade do PSI-20 acompanhou o ‘tremor’ da Europa, em junho


No mês que ficou marcado pela decisão final do Reino Unido sobre o Brexit, a bolsa nacional voltou também a sofrer com a volatilidade dos mercados. Segundo os dados que o Regulador divulga agora, em junho, o índice nacional apresentou uma volatilidade de 35,97%, bem acima dos 12,03% fixados em maio, e dos 28,99% registados no mesmo período do ano passado.

Os mesmos dados da CMVM indicam que no mês de junho, o PSI-20 encerrou nos 4.453,66 pontos, menos 10,2% do que em maio. Face ao mês de junho de 2015, a queda é ainda maior, de 19,8%

No que diz respeito às transações no mercado secundário a contado das unidades de participação (UPs) denotou-se uma variação mensal de mais de 100%. Os números do Regulador apontam que as UPs chegaram a um valor de 7,2 milhões de euros, que compara com os 3,6 milhões de euros de maio passado. Na negociação de ETFs, o sentido foi inverso. Verificou-se um crescimento mensal de 17% para os 0,30 milhões de euros.

No acumulado do ano, por seu lado, as transações caem. No caso das Unidades de Participação de janeiro a junho deste ano, o valor transacionado é de 38,8 milhões de euros, menos 31,7% do que em termos homólogos. No caso dos ETFs a queda no acumulado do ano é já superior a 97%, já que de janeiro a junho o valor transacionado por estes instrumentos é de 2,2 milhões de euros, valor muito inferio aos 93,1 milhões de euros do mesmo período do ano passado.

Notícias relacionadas

O Mais Lido