Venture capital seguem em alta em 2018


O volume de fusões e aquisições no mercado português pode dizer-se que evoluiu em duas vias. No final de agosto, o volume de fusões e aquisições no mercado transacional português somou 595 milhões de euros, o que, segundo as informações da TTR (Transactional Track Record), representa um crescimento de 350,5% comparado ao mesmo período de 2017. Contudo, há que fazer uma importante referência a este nível. “O resultado positivo do mês foi fortemente influenciado pela aquisição realizada pela portuguesa Sonae Sierra, em aliança ao grupo eslovaco J&T Real Estate, de três centros comerciais em Espanha, num negócio que mobilizou 525 milhões de euros”, pode ler-se no documento difundido pela entidade. No que toca ao número de operações, por seu lado, o Relatório Transacional Mensal da TTR mostra o registo de 13 operações em Portugal, uma queda de 23,5% face ao mesmo intervalo do ano anterior.

Desde o início do ano, por sua vez, a TTR dá conta de 197 negócios registados em Portugal, uma “redução de 12,4% no total de operações realizadas no país em comparação ao mesmo período de 2017”. Destas, 84 revelaram as suas informações financeiras, dando conta de um valor total negociado superior a 15,6 mil milhões de euros, importância que reflete um crescimento de 83,6% face ao período homólogo do ano passado. O sector imobiliário continua a ser o grande destacado, e permanece como o mais ativo do mercado português. Destaque também para o crescimento no decorrer do ano dos sectores de Tecnologia, 21%, Financeiro e Seguros, 24%, e Turismo, Hotelaria, Restaurantes, 60%.   

Permanece a hegemonia espanhola

No que toca ao número de operações cross-border, o mercado português soma no ano 75 operações inbound, em que empresas portuguesas foram adquiridas por empresas estrangeiras. Destas, 19 trataram-se de investimentos de empresas com sede em Espanha, somando 1,9 mil milhões de euros aportados pelos vizinhos ibéricos em território português. No âmbito outbound, foram 15 as aquisições realizadas por empresas portuguesas no mercado externo.

Private Equity e Venture Capital

Apesar dos resultados menos positivos de agosto, a área de venture capital segue com dinâmica no ano de 2018. Desde janeiro foram 26 as operações registadas pela TTR, o que configura um crescimento de 18% face a 2017, somando 449 milhões de euros.

Relativamente aos investimentos em private equity, o ano tem-se mostrado negativo para o sector, tanto em número de operações - queda de 37% para 22 transações - como em valores - redução de 66% no total negociado, no caso 1,9 mil milhões de euros.

Notícias relacionadas

O Mais Lido