Tags: Obrigações | Ações |

Value-at-risk aumenta significativamente no PSI-20


A turbulência nos mercados também pode ser expressa, em termos monetários, através do VaR (Value-At-Risk), para uma carteira de valores mobiliários. Segundo o relatório da CMVM “Risk Outlook”, o primeiro semestre de 2013 foi marcado por uma grande instabilidade do PSI-20, no que toca ao VaR. Segundo a publicação,  “em meados de julho de 2013, o VaR no PSI20 os piores níveis desde novembro de 2011. Depois de um primeiro período de aumento da percepção de risco que atingiu o pico em meados de abril, o VaR diminuiu rapidamente para próximo do mínimo desde Junho de 2011”.

Analisando o desempenho do lucro e da relação P/E, em Portugal houve um decréscimo trimestral no indicador P/E. Segundo o relatório da CMVM, esta diminuição foi “motivada pela descida do PSI-20 em 5,1%, entre final de março e o final de junho”.

Ainda, de acordo com o relatório, o S&P500 tem “enfrentado um aumento nos preços e lucros desde 2009. Ainda assim, o índice cresceu a um ritmo elevado (102,2% entre o primeiro trimestre de 2009 e o final do primeiro semestre de 2013), enquanto os ganhos tiveram um aumento de 66%, o que resultou num aumento do P/E entre os dois períodos”. Já no MSCI Europe Index, os preços aumentaram 1,9% desde do início do ano, o que “resultou num aumento do P/# não ajustado durante esse período”.

Queda do lucro ajustado em Portugal

Em Portugal, e segundo o mesmo relatório, as grandes empresas nacionais têm apresentado quedas no lucro ajustado, levando os valores para baixo da sua média histórica. Situação contrária presentes no índice MSCI Europe, em que os ganhos estão acima da média histórica.

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente