Tags: Negócio |

Valor sob gestão dos fundos mobiliários cai 4,6% em Maio, FEI crescem


Os organismos de investimento colectivo em valores mobiliários tinham, no final do mês passado, 5.604,1 milhões de euros sob gestão; nos FEI, este montante era de 5.559,6 milhões de euros.

Por classes de activos houve uma descida tanto nas aplicações em acções como em títulos de dívida pública. Em acções de emitentes portugueses, a queda mensal foi de 15,7%, para 275,9 milhões de euros, enquantos nas de empresas estrangeiras houve uma queda de 12,3% para 1.021,5 milhões. Na dívida publica, as descidas foram mais ligeiras; na nacional, o valor recuou 4,2%, para 247 milhões de euros, enquanto na estrangeira a queda foi de 656,5 milhões de euros.

Em termos países de destino de investimento dos FIM, Portugal manteve a segunda posição, apesar da descida de 4,2%, face a Abril, para 1.354,1 milhões de euros. O líder é o Luxemburgo, com 1.809,3 milhões de euros, valor que representa uma queda de 1,9% face ao mês anterior.

As três gestoras com maior quota de mercado eram, no final de Maio, a Caixagest (24,6%), a ESAF (23,0%)  e a BPI Gestão de Activos (15,9%).