Valor líquido global das UPs de fundos de investimento cai 0,4 mil milhões de euros no terceiro trimestre


Dados publicados pelo Banco de Portugal revelam que, no final do terceiro trimestre do ano, o valor líquido global das unidades de participação em circulação dos fundos de investimento registou uma queda trimestral de 0,4 mil milhões de euros, tendo o montante ascendido a 26,1 mil milhões de euros. De acordo com a entidade, a atividade dos fundos “traduziu-se, principalmente, na descida das aplicações em depósitos, em cerca de 0,2 mil milhões de euros”. Para além desta redução, verificou-se também um decréscimo de 0,1 mil milhões de euros de ativos financeiros, “resultante da venda de imóveis”, e do mesmo montante do investimento em unidades de participação emitidas por fundos estrangeiros.

Nos dados do regulador bancário está patente uma evolução previamente reportada, em que à semelhança do que se verificou no segmento de gestão individual de ativos, a gestão coletiva de ativos parece ter optado pelo investimento em ativos estrangeiros em detrimento de ativos nacionais. De facto, a análise do investimento por tipo de ativos e de mercados no decorrer do trimestre e do último ano parece sugerir isso mesmo, com uma queda do investimento na maioria dos ativos nacionais e uma subida do mesmo em grande parte dos ativos estrangeiros.

Captura_de_ecra__2018-11-15__a_s_17

Captura_de_ecra__2018-11-15__a_s_17

Fonte: Banco de Portugal

Quanto aos principais sectores investidores em UPs, os particulares mantiveram-se como o sector mais preponderante, detendo cerca de 43% do total das UPs em circulação no final do trimestre. Este sector registou, contudo, uma diminuição de 0,3 mil milhões de euros do montante investido no terceiro trimestre do ano.

Captura_de_ecra__2018-11-15__a_s_17

Fonte: Banco de Portugal

Notícias relacionadas

O Mais Lido