Tags: Negócio |

Valor gerido pela Millennium Gestão de Activos cai 27% no semestre


No final de Junho, o valor sob gestão totalizava 1.794 milhões de euros, o que compara com 2.459 milhões verificados no mesmo mês de 2011, uma diminuição "influenciada sobretudo pelo desinvestimento de clientes institucionais, que ultrapassou 64% do total, e comportamento volátil e negativo dos mercados financeiros neste período", refere o BCP no relatório e contas do primeiro semestre.

Até Junho deste ano, salienta, a actividade da área de gestão de activos manteve-se "fortemente condicionada pela envolvente económica e financeira, que continua a favorecer o reajustamento das decisões de investimento por parte de clientes e investidores em geral".

Para o actual semestre o BCP prevê o reforço da gama de fundos de investimento disponibilizados pela Millennium Gestão de Activos, "que permitam dar resposta à procura dos clientes investidores por produtos de volatilidade e risco baixos, por forma a promover a poupança em tempos de austeridade, bem como soluções de refúgio relativamente a alguns sectores e geografias específicos".
 
Quota de mercado de 7,62% 

Apesar dos impactos que afectaram os montantes sob gestão no primeiro semestre, o BCP refere que o volume de subscrições líquidas registado pelos fundos mobiliários domésticos "melhorou significativamente, apresentando uma evolução favorável de 32%, próxima de 50% quando deduzida dos resgates dos investidores institucionais".  Estes, sublinha, "afectaram especialmente os fundos de acções".

Quanto a quota de mercado, a Millennium Gestão de Activos tinha, no final de semestre, 7,62% dos fundos mobiliários a nível doméstico, em termos de activos sob gestão, o que compara com 9,23% em Junho de 2011. Por classes de fundos, a gestora do BCP "continuou a liderar com vantagem considerável nos fundos de fundos, segmento de maior valor acrescentado, com uma quota de 56,6%" acima dos 51,7% no período homólogo, destaca o banco no relatório e contas.

No âmbito da reestruturação da oferta de fundos mobiliários foi concretizada em Fevereiro a liquidação do FEI Millennium Monetário Semestral, "com vista à protecção dos interesses dos investidores, tendo em conta a dimensão do fundo e o reduzido número de participantes".

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido