Tags: Europa |

Valor em depósitos cresce apesar de remuneração em mínimos históricos


Dados do Banco de Portugal mostram que as taxas de juro em novos mínimos não são um detrator do crescimento do volume em depósitos. Em fevereiro de 2019, a taxa de juro média dos novos depósitos até um ano de sociedades não financeiras recuou um ponto base face ao mês anterior para os 0,11% enquanto no caso dos particulares, o valor médio da taxa de juro dos novos depósitos até um ano, recuou na mesma amplitude, para 0,13%, um novo mínimo histórico.

taxas

Apesar da reduzida remuneração, os dados divulgados mostram que os depósitos continuam a crescer, com os depósitos de particulares nos bancos residentes a atingirem os 144,9 mil milhões de euros no final de fevereiro de 2019, refletindo uma taxa de variação anual de 3,9%.

Depositos

Notícias relacionadas