Tags: Negócio |

Valor dos ativos geridos pelos fundos mobiliários nacionais decresce em fevereiro


Num mês em que a volatilidade parece ter dado sinais de si, o mercado nacional de fundos de investimento mobiliário terminou fevereiro num contexto pouco sorridente. A Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Património revela que, em fevereiro, o valor dos ativos geridos pelos fundos mobiliários nacionais registou um decréscimo de 0,3%, tendo ascendido a 12.475 milhões de euros. Ainda assim, no conjunto dos dois meses de 2018 o panorama é positivo, verificando-se um aumento de 1,2% face a dezembro de 2017.

Captura_de_ecra__2018-03-21__a_s_12

Fonte: APFIPP, fevereiro de 2018

No que diz respeito ao saldo entre subscrições e resgates, mesmo com a liquidação de um fundo este permanece positivo. Verificou-se, assim, um volume de subscrições de 317,7 milhões de euros, acompanhado de um total de resgates de 260,2 milhões de euros – aos quais acrescem 0,9 milhões de euros pela liquidação do Caixagest PPA. Terminadas as contas, registou-se um saldo positivo de entradas e saídas de 56,6 milhões de euros. Quanto ao saldo de subscrições líquidas do acumulado do ano, este é, obviamente, positivo: 177,8 milhões de euros.

Captura_de_ecra__2018-03-21__a_s_12

Fonte: APFIPP, fevereiro de 2018

Poucas mudanças no contexto das entidades gestoras

O ranking das sociedades gestoras nacionais parece ter terminado com muito poucas alterações durante o mês de fevereiro, mantendo-se a Caixagest a entidade com maior volume de ativos sob gestão, tendo inclusive registado um aumento da sua quota de mercado. As entidades que a seguem continuam a ser a BPI Gestão de Activos e a IM Gestão de Ativos, sendo que a primeira registou um decréscimo na sua quota de mercado para 24,8%, enquanto que a segunda manteve a sua quota de mercado nos 18,2%.

Captura_de_ecra__2018-03-21__a_s_12

Fonte: APFIPP, fevereiro de 2018

Adicionalmente, a Caixagest foi também a entidade que maior volume de subscrições líquidas registou durante o mês de fevereiro, com um saldo de 58,2 milhões de euros. Olhando para o saldo acumulado de cada entidade, verificamos que esta é também aquela que melhor saldo apresenta no conjunto dos meses de janeiro e fevereiro: 147,3 milhões de euros. 

Captura_de_ecra__2018-03-21__a_s_12

Fonte: APFIPP, fevereiro de 2018

Empresas

Notícias relacionadas