Tags: Alternativos |

Valor do património imobiliário dos FII em crescimento


O valor do património imobiliário detido pelos fundos de investimento imobiliário (FII) atingiu 14,6 mil milhões de euros em Novembro, o que corresponde a um crescimento de 0,1% face a Outubro, de 2,0% desde o começo de 2012 e de 3,3% comparativamente com o mesmo mês do ano passado.

Segundo o mais recente relatório mensal da APFIPP, este montante – que inclui imóveis, participações em sociedades imobiliárias e unidades de participação de FII -, representa 127,1% do total das carteiras, o qual engloba o recurso ao financiamento por parte destes fundos.

O valor gerido era, no final do mês passado, de 11,5 mil milhões de euros, também em crescimento face a Outubro (+0,4%), ao início de 2012 (+2,4%) e a Novembro de 2011 (+3,5%).

A sociedade gestora com maior volume de activos sob gestão é a Fundger, seguindo-se a Interfundos e a ESAF – FI, todas com montantes superiores a mil milhões de euros. A Floresta Atlântica, que em Novembro passou a gerir os fundos Iberian Forest Fund e Iberia Capital (que estavam na Interfundos) foi a sociedade que mais cresceu em termos percentuais (+63%; ou 13,9 milhões de euros), enquanto o maior aumento mensal em valor absoluto pertenceu à Norfin (+36,1 milhões de euros; 5,8%).

Desde início do ano, o crescimento percentual mais elevado é protagonizado pela Fibeira Fundos (+67,1%; ou 4,0 milhões de euros), pertencendo em termos absolutos à Gesfimo, com mais 219,7 milhões de euros (43,7%), de acordo com o relatório mensal dos fundos de investimento imobiliário divulgados pela APFIPP.

Empresas