Tags: Negócio |

Valor das ordens recebidas por institucionais positivo no 1º trimestre 2012


O peso dos investidores institucionais tanto residentes como não residentes no valor de ordens recebidas por vários intermediários financeiros subiu no primeiro trimestre de 2012.


O valor das ordens recebidas dos investidores residentes aumentou 19,3% passando de 65,8% no último trimestre de 2011 para 71% nos primeiros três meses de 2012, segundo o relatório trimestral sobre intermediação financeira da CMVM. Neste segmento, o aumento do valor das ordens repartiu-se diferentemente entre os investidores não institucionais, com um decréscimo de 13,5% relativamente ao último trimestre, e os institucionais que aumentaram o valor das respectivas ordens em 38%, passando de 15.676,1 milhões de euros para 21.630,3 milhões de euros. Entre os institucionais o maior aumento no trimestre (83,2%) vai para as ordens recebidas por conta de seguradoras e fundos de pensões.


No segmento não residentes, o valor das ordens recebidas apresentou uma evolução negativa no trimestre (-5,9%), embora tenha aumentado 52,3% relativamente ao ano anterior. Com maior peso para os valores apresentados está a recepção de ordens por parte dos não institucionais (-82,2%). Os institucionais apresentam uma evolução positiva (32,7%), distinguindo-se os outros investidores, que cresceram 108,3% no trimestre e contrariariam o decréscimo verificado na gestão de activos (-81,6%).


No global, o número de intermediários financeiros a recepcionar ordens por conta de outrem no 1º trimestre de 2012 aumentou para 39, mais um do que o verificado no final do ano anterior. No decurso do trimestre em análise, o valor das ordens recebidas no mercado a contado verificou um aumento trimestral de 10,7% e homólogo de 81,8%, tendo totalizado 41.327,6 milhões de euros.

Notícias relacionadas

O Mais Lido