Tags: Negócio |

Valor das carteiras sob gestão discricionária recua em Maio


O valor das carteiras sob gestão discricionária situou-se em 53,02 mil milhões de euros no final de Maio, o que representa uma ligeira descida de 0,1% face ao mês anterior.

Comparativamente com Dezembro de 2012 regista-se um crescimento de 1,7% e ao mesmo período do ano passado um aumento de 7,9%, de acordo com o relatório mensal divulgado pela APFIPP.

A sociedade gestora que mais cresceu em Maio, em valores absolutos, foi a ESAF – GP, com mais 167,9 milhões de euros (2,4%), sendo igualmente que mais cresce desde o início deste ano, com mais 893,2 milhões de euros (13,9%). Em termos percentuais a Dunas registou o maior aumento nos valores geridos em Maio face a Abril, com 24,2% (3,7 milhões), protagonizando também a maior subida este ano, com 70,4% (7,8 milhões de euros).

A Caixagest mantém-se na liderança do mercado com um valor sob gestão de 19,83 mil milhões de euros (aumento mensal de 0,3% e de 1,8% em 2013), o que corresponde a uma quota de mercado de 37,4%. Segue-se a F&C Portugal, com um montante gerido de 14,1 mil milhões de euros (queda de 1,4% tanto mensal como desde início do ano), correspondente a uma quota de mercado de 26,5%, mostra o relatório de Maio divulgado pela APFIPP.

 

Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente