Valor aplicado em fundos de investimento sobe para máximo de um ano


 

O valor total aplicado pelos fundos de pensões abertos e fechados em fundos de investimento situava-se em 3.374 milhões de euros no final do primeiro trimestre deste ano, o que corresponde ao montante mais elevado desde o mesmo período de 2012.

O valor no final de Março representa um crescimento trimestral de 10% - em Dezembro era de 3.067 mil milhões de euros - e é o mais elevado desde Março de 2012, quando se situava em 3.724 milhões de euros, mostram os dados divulgados pela APFIPP.

Os montantes mais elevados dentro da categoria de fundos de investimento estão nos fundos de investimento em acções, com 1.221 milhões de euros, e fundos de investimento imobiliário, com 1.021,9 milhões de euros. Seguem-se os fundos de obrigações (816,3 milhões de euros), outros fundos de investimento (290,3 milhões) e fundos de investimento tesouraria (25,05 milhões de euros).

O relatório trimestral do mercado dos fundos de pensões mostram ainda que, em Março, o montante das obrigações em carteira nos fundos abertos e fechados ascendia a 4,59 mil milhões de euros, o das acções a 1,36 mil milhões de euros, e os imóveis a 1,7 mil milhões de euros.

O total da carteira dos fundos de pensões abertos e fechados totalizava 12,59 mil milhões de euros em Março, um aumento de 0,5% face a Dezembro de 2012, quando era de 12.537 milhões de euros.

Notícias relacionadas