Tags: Consultoria |

Um serviço 'tailor made' no segmento da banca privada em Portugal


A panóplia de clientes é diversificada, desde particulares, a 'family offices' e 'holding companies' pelo que "acreditamos num serviço personalizado e não num encaixe de clientes em formatos previamente existentes", refere Miguel Seabra. O director desta unidade acrescenta que, para os particulares, querem "ser um 'one stop shop'”. Para 'family offices' e 'holding companies', esta unidade do Barclays pretende ser "o 'trusted advisor' e a porta de acesso a tudo o que o Grupo Barclays tem para oferecer, nomeadamente a relação com a banca de investimento", refere Miguel Seabra em conversa com a Funds People Portugal. Em Portugal, a quota de mercado do Barclays Wealth Management neste segmento situa-se entre os 5% e os 10%, dependendo da inclusão ou não dos 'family offices' e 'holding companies'.

"Somos um verdadeiro 'wealth manager' global, pelo que temos soluções de investimento em todas as classes de activos. Mas também todos os serviços bancários recorrentes". O director da unidade fala em desafios para a indústria e especialmente para a banca privada. O ambiente regulatório, muito exigente, obriga à reformulação do modelo de negócio de forma a assegurar a qualidade de serviço que os clientes merecem, mantendo ao mesmo tempo níveis de rentabilidade aceitáveis para o banco.

Por outro lado, a indústria tem de lidar com o crescimento acelerado dos países emergentes, que coloca novos desafios a nível de 'compliance'.

A equipa de Investment Private (IPB) do Barclays Wealth Management é constituída por 13 'private bankers', com 8 assistentes, liderados por Miguel Seabra. Conta com a contribuição de dois 'investment advisors' inseridos na equipa global do grupo e responsáveis pela definição das propostas de investimento e alocação de activos. O serviço de gestão discricionária de carteiras, disponível a partir dos dois milhões de euros, é 'tailor made'. O serviço de 'global dealing and sales trading' oferece o acesso directo à sala de mercados para 'execution' e 'advisory', numa lógica 'multi assets class'.  

Empresas

Notícias relacionadas