Tags: Estilo |

Um livro, duas perspetivas


Periodicamente a FundsPeople dá-lhe a conhecer, na primeira pessoa, os livros que os profissionais portugueses da gestão de ativos recomendam. Desta feita apresentamos as opiniões de dois profissionais da gestão de ativos sobre o livro “Factfulness: Ten Reasons We'Re Wrong About The World - And Why Things Are Better Than You Think”, de Hans Rosling, Anna Rosling Rönnlund e Ola Rosling.

pisco2João Pisco, CFA - Bankinter Reserarch: “Numa altura em que somos bombardeados diariamente com notícias “dramáticas” sobre o estado do mundo – pandemia da Covid-19, crise económica, desemprego, conflitos raciais, etc… – nada como ganhar alguma perspetiva e perceber que, apesar de tudo, o mundo está hoje em muito melhor estado do que aquilo que poderíamos pensar. É exatamente isto que defende Hans Rosling, no seu fantástico livro denominado “Factfulness”, com base em factos reais e em análises estatísticas. Mais concretamente, demonstra que, quando somos confrontados com perguntas simples acerca de tendências globais – como por exemplo qual a percentagem da população mundial que vive na pobreza – damos sistematicamente respostas erradas. Afirma ainda que, ao nos preocuparmos com tudo a todo o momento, em vez de adotarmos uma visão do mundo baseada em factos, podemos perder a nossa capacidade para nos focarmos nas coisas que mais nos ameaçam”.

Joao_lampreia_bigJoão Lampreia - BiG: A minha sugestão de leitura recai sobre um livro intitulado "Factfulness" de Hans Rosling - autor Sueco que foi médico, professor de saúde Internacional e um orador de renome internacional – tendo colaborado com a OMS, UNICEF e cofundador da Gapminder Foundation.

A leitura de "Factfulness" não poderia ser mais apropriada neste contexto de uma pandemia trágica que leva o Mundo a atravessar um dos momentos mais turbulentos desde o final da II Guerra Mundial e que tem exacerbado um nível de radicalização política que aponta para uma crescente “desglobalização”/protecionismo e um Mundo menos cooperante a todos os níveis, isto para além de toda a crise socioeconómica que se instalou sobre muitas empresas e famílias de todos os pontos do globo.

No atual contexto nebuloso, Factfulness acaba por ser uma leitura refrescante e reforça a perspetiva de que o Mundo se encontra numa situação incomparavelmente melhor face aquilo que poderíamos pensar, tendo em conta que a nossa visão acaba por ser distorcida por um conjunto de instintos (medo, negatividade, generalização, perspetiva única, urgência, entre outros) que mina a forma como procuramos entender o progresso e os principais vetores das tendências globais. O autor suporta toda a narrativa em factos, daí o nome do livro, bem como em dados estatísticos amplamente minuciosos e outras analogias particularmente criativas (como a evolução da utilização da escova de dentes ou de guitarras elétricas) para fazer prova da evolução muito favorável da Humanidade no período recente que acaba por surpreender até os mais otimistas.

Não obstante, o autor refere cinco riscos globais com que nos devemos efetivamente preocupar e cumprindo-se, um certo presságio (tendo em conta que o livro foi publicado em 2018 já depois da sua morte) uma Pandemia Global sob a forma de uma gripe pneumónica (à imagem da Grande Gripe Espanhola há praticamente 100 anos) ocupava o topo das suas preocupações. Com o seu background na área médica que o levou em múltiplas missões de contenção de surtos infecciosos em diferentes regiões do globo, com destaque para a eclosão do Ébola em 2014 na Libéria e noutros países da África Ocidental – o qual descreveu como a situação epidémica mais grave que enfrentou, Hans Rosling referiu que sobre os riscos de uma nova Pandemia Global sob um novo tipo malévolo de gripe, o Mundo estaria melhor preparado para lidar com esse risco, desde que se cumprisse a premissa que a OMS se mantivesse saudável, forte e liderasse um esforço de coordenação de resposta global… Infelizmente, todos sabemos como a OMS revelou fragilidades e como muitos países do Mundo agiram de forma descoordenada, impreparada e até, nalguns casos, anárquica com o rastilho do Covid-19.

61R2IZ4bIEL

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido