Tags: Alternativos |

Três seguradoras arrecadam 85% do mercado de unit linked


Dados da ASF (provisórios) mostram que no final de 2017 o valor total de seguros vida ligados (unit linked) em Portugal chegavam aos 2,1 mil milhões de euros, valor que indica um crescimento de 29,7% no montante alocado a estes produtos face ao final de 2016.

As grandes protagonistas no que toca a este tipo de produtos são três: Ocidental Vida, Santander Totta Vida e a BPI Vida Pensões. Juntas compõem mais de 85% deste mercado, valor que  se cifra em 1.872 milhões no agregado das três.

A Ocidental Vida, líder de mercado com uma quota de 28%, chegava ao final de 2017 com mais de 830 milhões de euros em seguros vida ligados, mais 3,1% do que um ano antes.

A quota de mercado do segundo classificado é de 26%: o Santander Totta Vida apresenta mais de 570 milhões de euros alocados a unit-linked (UL), um valor que se incrementou na ordem dos 85% desde final de 2016.

O crescimento da BPI Vida e Pensões - terceira maior seguradora na produção destes produtos – também é assinalável. Segundo os dados provisórios da ASF, os 470 milhões de euros que a entidade seguradora alocava a UL no final de 2017 foi um número que cresceu quase 70% face ao termino de 2016.

Asf UL 2017
Fonte: ASF

Allianz – grande protagonista de crescimento

Embora com quotas de mercado mais residuais, outras entidades seguradoras podem ser mencionadas, pelo menos no que toca ao grande avanço em termos de ativos investidos em unit-linked em território nacional. É o caso, por exemplo, da Allianz que de 2016 para 2017 registou um crescimento de mais de 1000% nos ativos em UL. A entidade chegava ao final de 2017 com aproximadamente 6,5 milhões de euros em Seguros vida ligados, um “salto gigante” que contrasta com os 480 mil euros registados um ano antes.

Notícias relacionadas