Tags: Obrigações | Ações |

Três ideias de investimento do UBS Global AM


Actualmente, UBS Global AM prefere o mercado accionista da Alemanha, Holanda e Reino Unido dentro da Europa e considera que as acções emergentes estão no seu justo valor. Nas obrigações, consideram que no enquadramento actual com baixo crescimento, inflação moderada e taxas de juro reduzidas, uma boa selecção de obrigações corporativas poderá oferecer boas rendibilidades nos próximos meses. Por último, relativamente ao ouro, da gestora suíça acreditam que voltará a ser atractivo após a recente correcção, a par das dúvidas sobre a sustentabilidade das divisas permanecerem vivas.

No último comentário mensal, destacam que o mercado accionista dos países da OCDE está a ser sustentado mais pela liquidez circulante que pelaa suas próprias forças. Daí que a recente correcção da bolsa se tenha devido ao medo relativamente ao possível corte, por parte da Fed, dos programas de estímulo da economia norte-americana. Em todo o caso, referem que numa perspectiva de longo prazo as acções vão valorizar dado que os fundamentais estão a melhorar.

Os estrategas da gestora acreditam que os programas de ajuda chegarão ao fim, apesar do resultado das políticas implementadas ser desconhecido a longo prazo. Sublinham ainda que não faz sentido os investidores manterem posições de liquidez pois isso significa perda de poder aquisitivo e apontam a procura de rendibilidade como possível fonte de criação de bolhas nos preços de distintos activos. 

Empresas

Notícias relacionadas