Três fundos estrangeiros distribuídos em Portugal recebem novo Morningstar 'analyst rating'


Em Abril e Maio, destacaram-se três fundos estrangeiros que viram o seu  Morningstar 'analyst rating' melhorado.

São eles: os fundo Morgan Stanley MS INVF Glbl Conv Bond e MS INVF Glbl Conv Bond AH Acc, que passaram a ter um ‘rating’ positivo de bronze. Os fundos são geridos por Tom Wills desde que chegou à gestora em 2010 e para a análise das empresas beneficia-se dos amplos recursos de obrigações de acções da Morgan Stanley Investment Management. Desde a Morningstar "consideramos que pode gerar uma boa rendibilidade a longo prazo como consequência da experiência e conhecimento do gestor em obrigações convertíveis", sublinharam os analistas da Morningstar.

O outro fundo que sofreu um ‘upgrade’ foi o el Schroder ISF Asia Pac Prpty Secs, que passa de ‘neutral’ para bronze. Este “upgrade” baseia-se numa  maior convicção por parte dos analistas no gestor Adam Osborn, que conta com 22 anos de experiência analisando o sector imobiliário asiático e que aplica um processo de investimento sólido cobrando comissões razoáveis.  

Por outro lado, os fundos Amundi Fds Bd Euro Corporate, o Fidelity Global Health Care e Templeton China viram os seus ‘ratings’ diminuirem. Nos fundos da Fidelity e da Templeton o 'downgrade' foi de bronze para neutral. Já o fundo da francesa Amundi passou de neutral para negativo nesta última revisão de 'ratings' por parte da Morningstar. 

A novidade entre Abril e Maio foi a notação do Templeton  Emerging Markets, ao qual os analistas atribuíram um ‘analyst rating’ negativo. 

Empresas

O Mais Lido