Tags: Negócio |

Transações envolvendo empresas de Venture Capital em rota crescente, em Portugal


Dinamismo. Mais uma vez os dados disponibilizados pela Transactional Track Record mostram que sectores como o venture capital ou o private equity têm estado a evoluir positivamente nos primeiros meses de 2016 em Portugal. Dados do trimestre indicam que nos primeiros três meses do ano, foram registadas 10 transações envolvendo empresas de venture capital, o que representa um aumento de 42,86% em relação ao mesmo período de 2015. Do total de transações efetuadas, contudo, apenas 8 tiveram o seu valor divulgado, mo 70,83 milhões de euros. Os sectores em destaque a este nível são a Tecnologia, em primeiro lugar, e depois o da Internet. No período, as empresas de venture capital que realizaram mais operações em Portugal foram a CGD Caixa Capital e a Portugal Ventures.

No que toca à área de private equity, no primeiro trimestre do ano a TTR fala de 7 transações envolvendo empresas estrangeiras. Apenas 2 dessas transações tiveram valor divulgado, no caso um movimento de 357 milhões de euros. O aumento no número total de operações envolvendo empresas de private equity, no primeiro trimestre, representa um aumento de 133,33% face ao mesmo período do ano passado. Os subsectores em destaque a este nível foram o Financeiro, o de  Seguros e de Energia Eólica. As empresas de private equity que mais deram nas vistas foram Cerberus Capital Management, dos Estados Unidos, e a portuguesa Espírito Santo Capital.

Apax Partners em destaque

Como habitual, importa falar da transação a que a TTR deu lugar de destaque na sua publicação. A entidade enfoca a compra da Cabovisão e da Oni realizada pela Apax Partners, de França. O valor da operação anunciada em setembro de 2015 e concluída em janeiro de 2016 foi de aproximadamente 200 milhões de euros.

Relativamente ao ranking TTR de assessoria financeira em fusões e aquisições por número de transações, a empresa no lugar cimeiro é a Tradinveste, seguindo-se a Haitong Bank Portugal, a Caixa BI e a Montalbán Atlas Capital. Do lado da assessoria jurídica neste 1.º trimestre, figura em primeiro lugar do ranking de Fusões e Aquisições por Número de transações a Uría Menéndez - Proença de Carvalho, seguindo-se a Cuatrecasas, Gonçalves Pereira de Portugal e a PLMJ.

 Em Portugal, os primeiros três meses do ano movimentaram 1,78 mil milhões de euros no mercado de fusões e aquisições, que se concretizaram em 68 transações.

 

Notícias relacionadas

O Mais Lido