Tags: Negócio |

Títulos de dívida dominam carteiras dos fundos de pensões


A Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões divulgou recentemente o Relatório de Evolução dos Fundos de Pensões referente ao primeiro trimestre de 2019. No relatório foi possível perceber que os ativos geridos pelos fundos de pensões representavam aproximadamente 20,3 mil milhões de euros. Este valor traduz-se num aumento de 4,1% comparativamente com os valores registados no fim de 2018. Esta evolução decorreu de uma subida de 3,9% nos fundos de pensões fechados e de um aumento de 6% nos fundos abertos.

Captura_de_ecra__2019-06-03__a_s_15

Fonte: Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões

Tendo em consideração as contribuições entregues aos fundos e as respetivas pensões pagas, a rentabilidade dos fundos de pensões, face ao fim de 2018 foi de 3,32%.

Segundo a Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões, no encerramento do primeiro trimestre de 2019, as carteiras de investimento dos fundos de pensões eram constituídas, na sua maioria, por títulos de dívida (50%) e fundos de investimento (31%). Já os imóveis (8%), os depósitos bancários (6%) e as ações (5%) são as categorias com menor peso.

Captura_de_ecra__2019-06-03__a_s_15

Fonte: Autoridade de Supervisão de Seguros e Fundos de Pensões

Notícias relacionadas

O Mais Lido