Tags: Obrigações | Ações |

Taxas baixam nas emissões de BT a três e a 12 meses


 

Portugal conseguiu hoje colocar um montante total de 1,85 mil milhões de euros em bilhetes do Tesouro (BT), com maturidades a três, seis e 12 meses, num leilão que o mercado considera que foi positivo e que acabou por não ter impacto do momento actual a nível interno.
“As emissões correram bem, mesmo que o montante total não tenha atingido o máximo previsto  de 2 mil milhões de euros. Portugal continua a conseguir financiar a sua dívida de curto prazo", afirmou Filipe Silva, director da Gestão de Activos do Banco Carregosa, em comunicado enviado à imprenas. 
Quanto às taxas, apenas na emissão a seis meses houve uma ligeira subida, pelo que "diria que não houve impacto negativo do actual contexto político e orçamental", acrescenta.
Também Tiago Cardoso, 'account manager' da XTB Portugal, considera que "o rolamento da dívida acabou por ser bastante positivo para o enquadramento geral do país nos mercados".  A subida das 'yields' na maturidade a seis meses é "resultado não deve ter qualquer relevância para os mercados, primeiro por ser uma maturidade bastante curta e segundo por não ter sido uma subida muito grave".
Destaca ainda que, neste leilão, "o que poderia ter tido mais interesse seria ver se a 12 meses Portugal seria capaz de melhorar a prestação da última emissão com esta maturidade, o que acabou por acontecer". 
 
Resultados da emissões
O IGCP colocou hoje três emissões de bilhetes do Tesouro (BT), com maturidades diferentes, num montante total de 1,85 mil milhões de euros, sensivelmente a meio do esperado e que se situava entre 1,75 mil milhões e 2,0 mil milhões de euros.
Nas BT a três meses (Janeiro de 2013), foram colocados 250 milhões de euros, a uma taxa de 1,366% (a anterior comparável tinha sido de 3,845%, no passado mês de Fevereiro), e com a procura a ser 8,1 vezes a oferta. Na maturidade a seis meses (Abril 2013), o montante foi de 830 milhões de euros, com a procura a superar em 2,8 vezes a oferta, e a taxa a ascender a 1,839% (acima de 1,70% a 19 de Setembro); nas BT a 12 meses (Outubro 2013) foram colocados 770 milhões de euros, a uma taxa de 2,101% (o que compara com 3,5% a 18 de Julho), com a procura a ser 2,5 vezes a oferta.

Notícias relacionadas