Tags: Negócio | Ações |

Sycomore Long/Short Opportunities: Como podem os investidores aproveitar as assimetrias?


(Artigo de opinião assinado por Gilles Stibon. Comentário patrocinado pela Sycomore)
 

Perspetivas assimétricas das ações que impulsionam as posições longas ou curtas

Investindo em ações ou em liquidez, o fundo Sycomore L/S Opportunities assume posições longas sobre valores que podem desfrutar de perspetivas de subida e posições curtas sobre valores com perspetivas mais pessimistas, baseando-se no princípio da gestão de investimentos long/short.

O Sycomore L/S Opportunities gere-se como uma estratégia direcional flexível: a exposição do fundo aos mercados bolsistas evolui em função da prevalência dada à parte longa ou curta da carteira, em função das expectativas do mercado. Historicamente, esta assimetria entre os dois componentes tem mostrado um bias para a carteira longa.

O objetivo do fundo Sycomore L/S Opportunities é obter uma rentabilidade superior à do índice Eonia, sobre uma base anualizada.

Abordar as necessidades de dois tipos de investidores

A filosofia de investimento aplicada ao Sycomore L/S Opportunities dirige-se a dois tipos de investidores. Em primeiro lugar, os investidores que tendem a manter-se longe dos mercados de ações e que desejam (re)expor a sua carteira à classe de ativos, ao mesmo tempo que mantêm a volatilidade sob controlo (volatilidade do fundo: 6,1%1 face ao 16,8%1 do Euro Stoxx TR2). Em segundo lugar, os investidores que já estão expostos ao mercado bolsista e que procuram reduzir a sua sensibilidade ao mesmo tempo que mantêm uma abordagem ágil, caso aconteça um “sell-off” que afete ações específicas.

(1Data as of 31.05.2018. I share class.  2TR: Total Return – dividends reinvested)

Casos de investimento assimétrico para uma carteira equilibrada

No processo de investimento, a equipa de gestão procura identificar casos de investimento assimétricos com rácios de risco/rentabilidade convincentes baseados num “bull & bear case analysis”. Como mostra o gráfico seguinte, o valor considerado para a carteira oferece um potencial de subida que é 3,5 vezes mais a detração máxima prevista (no pior dos casos); a relação entre o ganho esperado e a possível perda oscila, idealmente, entre 2,5x e 5x, dependendo das condições do mercado. Este último determina:

- O stock-picking;

- A construção da carteira.

1f

Não obstante, a abordagem do fundo não é assimétrica na altura de determinar o cabaz de títulos para a carteira, e continua a ser agnóstico relativamente às tendências passageiras que acontecem regularmente no mercado. A construção da carteira demonstrou ser equilibrada ao longo do tempo, seja em termos de capitalização, países, setores ou estilos (value vs. growth, pequenos vs. grandes, por exemplo).

Historicamente, apareceram três tipos de ações no segmento de convicção da carteira (as posições longas do fundo)

- “Structural winners” que mostram resistência aos altos e baixos da economia e um espírito inovador genuíno, muitas vezes líderes dentro da sua indústria;

- As ações que beneficiam de uma recuperação cíclica – evidente tanto através da melhoria das margens como nos seus rácios de valorização;

- Self-help stories: empresas dirigidas por uma nova equipa de direção, situações especiais, spin-offs…

Uma abordagem de investimento impulsionada pela flexibilidade e pragmatismo

O fundo é um veículo ágil de investimento. A sua abordagem pragmática de investimento permite-nos aproveitar as oportunidades quando se apresentam – tanto no lado da compra como no lado da venda – ou manter uma posição líquida dentro do fundo. Neste sentido, o Sycomore L/S Opportunities cumpre com os critérios de um fundo flexível. De facto, a taxa de exposição do fundo pode oscilar entre os -50% e +150, dependendo das condições do mercado. Historicamente, a exposição líquida do fundo passou dos 34% (em agosto de 2011) para os 88% (em agosto de 2012).

Aproveitando as assimetrias do mercado e a sua abordagem oportunística, o fundo Sycomore L/S Opportunities obteve retornos regulares, coerentes com o seu objetivo de investimento a com as aspirações da sua equipa. Ao limtar “drawdowns”, o fundo demonstrou também a sua resistência em períodos de queda. 

2

* I Share Class. Dados de 28-09-2018. Rentabilidades passadas não garantem rentabilidades futuras
** EURO STOXX TR (dividendos reinvestidos). O fundo não garante a rentabilidade nem o rendimento e pode implicar perdas de capital. Antes de investir, leia atentamente o documento chave de informação para investidores disponível no nosso website sycomore-am.com.
Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido