Número de fundos estrangeiros comercializados em Portugal atinge o seu valor mais elevado este ano


Recentemente analisámos a evolução das Unidades de Participação Estrangeiras (UPE) em fundos nacionais e verificámos que era notória a sua crescente evolução. Abordamos agora uma outra componente relacionada, os sub-fundos estrangeiros comercializados em solo nacional com base nas séries longas disponibilizadas pela entidade reguladora, a CMVM, e com um horizonte temporal desde o ano 2012 até junho 2020.

Tal como acontecia com a evolução das UPE, também os sub-fundos estrangeiros comercializados em Portugal têm vindo, maioritariamente, a crescer ao longo dos anos. Pelos últimos dados disponíveis, em junho de 2020 registava-se em Portugal um total de 1.765 produtos internancionais em Portugal. Se compararmos o valor com o ano de 2012, o valor era de 1.222 produtos, ou seja, no ano 2020, Portugal tem mais 543 estratégias estrangeiras comercializadas do que no ano 2012, o que se cifra num aumento de 44% no período temporal em análise.

(Clique na imagem para ampliar)

Fonte: CMVM - Séries Longas

Também pelo gráfico,  compreendemos que se dividirmos o mesmo em dois períodos temporais distintos, entre o ano 2012 e 2015, percebemos que este foi o período em que se registou um maior aumento do n.º de sub-fundos estrangeiros comercializados em Portugal – aumento de 463 produtos em apenas 3 anos, enquanto que, desde o ano 2015 até à atualidade, verificou-se um aumento de 120 fundos. 

A linha laranja do gráfico acima representa o valor distribuído dos fundos estrangeiros em Portugal. Pela mesma, verificamos que a comercialização de produtos estrangeiros e o seu valor colocado estão correlacionados na maior parte do período em análise, contudo, em alguns anos isso não se verifica. Por exemplo, no ano 2019 e até junho 2020, observou-se uma diminuição do número de fundos estrangeiros disponíveis mas, ainda assim, os AuM destes produtos aumentaram.

De modo a completarmos esta análise, calculámos também o valor médio de ativos distribuído em Portugal por fundos estrangeiros.

(Clique na imagem para ampliar)

Fonte: CMVM - Séries Longas

Identificamos valores médios por fundos estrangeiros pouco significativos, o que indica que muitos dos fundos disponibilizados não agregam nenhum ou têm muito pouco ativos sob gestão.

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido

Próximos eventos