Tags: Obrigações | Ações |

Sobe valor aplicado pelos fundos em dívida pública nacional


O valor aplicado pelos fundos de investimento mobiliário (FIM) em dívida pública nacional aumentou em Maio, o que acontece pelo segundo mês consecutivo, de acordo com os dados mensais divulgados pela CMVM.

No final do mês passado, o montante ascendia a 400 milhões de euros, mais 1,8% que os 392,9 milhões de euros verificados em Abril. Trata-se do segundo aumento mensal consecutivo depois de, em Março, o valor aplicado pelos FIM em dívida pública nacional ter sido de 371,5 milhões de euros.

Por outro lado houve um decréscimo nos montantes investidos em outros dois tipos de activos, concretamente, acções e obrigações de emitentes nacionais. No caso das acções, o valor apresentou uma descida de 0,7% comparativamente com Abril, para 297,7 milhões de euros, enquanto nas obrigações a quebra mensal foi mais elevada, de 3,7%, e para um montante de 533,4 milhões de euros.

Relativamente aos activos estrangeiros a tendência verificada entre Abril e Maio foi a aposta da dos nacionais. Na dívida pública registou-se um decréscimo de 2,5%, para 644,7 milhões de euros, enquanto nos restantes dois activos os números apresentam crescimento; nas obrigações (que continuam a ser o activo com mais peso nas carteiras dos fundos), houve uma subida de 2,1%, para 3,53 mil milhões de euros, enquanto nas acções o crescimento em Maio face a Abril foi de 3,6%, para 998,4 milhões de euros.

No total, o montante investido pelos fundos mobiliários harmonizados e pelos especiais de investimento acendeu a 13,44 mil milhões de euros no final do mês passado, um aumento de 2,6% face a Abril, de acordo com os indicadores mensais divulgados pela CMVM.

Notícias relacionadas

O Mais Lido