Tags: Negócio |

Só três sociedades gestoras mobiliárias crescem em 2016


O ano de 2016 tem sido marcado – às vezes de forma muito vincada – a vermelho. Por exemplo, segundo os dados da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios (APFIPP), nos primeiros nove meses do ano os ativos sob gestão das sociedades gestoras de fundos mobiliários nacionais decresceu mais de 9%, para um total de 10.851 milhões de euros. Em termos de descida, esta pauta-se em mais de mil milhões de euros. Também as captações líquidas dos fundos mobiliários têm puxado para baixo esta indústria. Por exemplo, até final de setembro, o saldo entre subscrições e resgates era negativo na ordem dos 1.083 milhões de euros.

Ainda assim, apesar do mercado estar na “mó de baixo”, existem algumas entidades gestoras que se destacam pela positiva, nomeadamente no que diz respeito aos ativos sob gestão. Em Portugal, existem três entidades que gerem mais dinheiro agora do que no final do ano passado.

À cabeça, com o maior aumento monetário, surge a BPI Gestão de Activos. No espaço de nove meses aumentou o seu património sob gestão em mais de 177 milhões, para um total de quase três mil milhões de euros. Em termos percentuais este aumento é de quase 6,5%.

Restantes duas entidades com aumento acima de 15%

As restantes duas entidades com crescimento de ativos, em 2016, destacam-se por apresentarem uma evolução superior a 15%. Com um incremento de quase 19% surge a Optimize Investment Partners. No período em questão aumentou o seu património sob gestão em 14 milhões, para um total de 89 milhões de euros.

A outra entidade é a Invest Gestão de Activos. No período em análise aumentou o seu património em 16,67%, para mais de 16,1 milhões de euros. Em termos monetários, o crescimento situou-se em 2,3 milhões de euros.

Quem se pode destacar mais?

Podemos ainda verificar quais foram as entidades nacionais que viram o seu valor decrescer, em menor proporção face ao total do mercado. Com um decréscimo de 1,81% vem a Crédito Agrícola Gest, seguido da IM Gestão de Ativos com uma descida do seu património em 3%. Na casa dos 3% vem ainda a Bankinter Gestão de Ativos.

As entidades que cresceram em 2016

Captura_de_ecra__2016-10-20__a_s_14

Fonte: APFIPP no final de setembro

Empresas