Tags: Gestores |

Semapa, Sonae e Portugal Telecom "são boas oportunidades de negócio"


Fernando Bernad, da equipa de gestão do fundo, destaca as empresas portuguesas Semapa, Sonae e Portugal Telecom como "boas oportunidades de negócio", mesmo que o país abandone o euro, cenário que não está nas suas previsões actuais.


O fundo de acções globais de Bestinver, gerido por uma equipa de três profissionais da Bestinver Asset Management (Álvaro Lázaro, Fernando Bernad e Francisco Paramés) tem um património de 1050,69 milhões de euros (a 31 de Agosto de 2012), pertencendo à categoria de fundos Morningstar acções europa, capitalização flexível. Com um rating atribuído por esta empresa de análise de 'gold', o fundo apresenta uma rendibilidade média anual desde o lançamento em 1993 de 15,65%. A um ano, segundo dados de 19 de Setembro da Morningstar, tinha uma rendibilidade de 11,12%.
 
O gestor Fernando Bernad mantém uma divisão de 80% da carteira em empresas internacionais (principalmente europeias porque é "onde encontra mais oportunidades habitualmente") e 20% em mercado ibérico, com especial atenção para empresas portuguesas. "Não pretendemos alterar esta ponderação apesar dos acontecimentos recentes, mas estamos bastantes atentos ao que se passa no mercado", assegura Bernad. "Entretanto aproveitamos a volatilidade em tudo o que podemos", acrescenta.
 
Em relação aos títulos portugueses destaca Semapa, Portugal Telecom e Sonae como boas oportunidades em Portugal, mesmo num cenário de saída do euro.
 
A Semapa é "uma empresa que aproveitámos para comprar, quando o seu preço se viu prejudicado pelo comportamento da bolsa de Lisboa, apesar do seu negócio ser global com a Portucel como principal activo", refere Fernand Bernad. O gestor considera ainda que a empresa "está a preços muito atractivos. Exporta para os Estados Unidos, Médio Orienta e não é afectada pelo que se passa em Portugal nem na Europa porque, entre outras coisas, vende muito para a Ásia, onde os preços não estão afectados e existe muita procura. É a melhor empresa do sector, cotada a preços negativos, sendo que um cenário de saída do euro por parte de Portugal (o que não é o nosso cenário base) seria uma boa noticia para Semapa".
 
Já a Sonae é considerada "um excelente negócio" por Fernand Bernad. O gestor fala num "boa empresa que retira quota de mercado a outras grandes cadeias de distribuição (como Lidl), que se tem comportado bastante bem dado o enquadramento actual, com preços muito atractivos". O gestor diz, ainda, que "numa situação de saída do euro por parte de Portugal, as consequências para esta empresa poderiam ser más no curto prazo, mas boas no longo. Aos preços que está parece-nos um investimento sem margem para dúvidas tendo uma vantagem competitiva muito sólida por ser o maior operador logístico de Portugal e uma empresa muito bem gerida".
 
Na Portugal Telecom "mantemos uma posição importante em carteira, apesar de termos vendido, à medida que foi subindo o preço. É melhor opção que a Telefónica por muitos factores e por isso continuam a pensar nela", afirma.

O Mais Lido