Tags: Obrigações | Ações |

"Sell in May and go away"?



Albino Oliveira 

“Sell in May and go away” é uma estratégia de negociação que recomenda aos investidores vender as suas posições no início de maio, com o objetivo de evitar uma queda sazonal nos mercados de ações. Os menores volumes de negociação em torno dos meses de Verão são geralmente apontados como a principal razão para este padrão sazonal. Utilizando o mercado norte-americano como referência, o período entre maio e outubro apresenta, em termos históricos, um retorno médio significativamente abaixo do ganho médio observado entre os meses novembro e abril.
Este ano, esta questão ganha particular relevância, tendo em conta, por exemplo, os máximos sucessivos que os índices norte-americanos têm apresentado nas últimas semanas. Irá esta estratégia funcionar este ano? Os fortes ganhos observados desde o início do ano parecem apontar para uma postura mais cautelosa ao longo dos próximos meses, após o fraco período de resultados, principalmente na Europa. Mesmo assim, o atual ambiente de excesso de liquidez (criado pelos bancos centrais) e a confirmação de uma melhor performance da economia global no segundo semestre de 2013 poderão muito bem acabar por manter os mercados suportados ao longo dos próximos meses.


Marisa Cabrita

Este adágio popular do mercado refere-se à 'underperformance' histórica verificada nos mercados accionistas entre Maio e Outubro em relação ao período de Novembro a Abril, ainda assim, naturalmente, não se verifica todos os anos. O ano passado foi prova disso mesmo. A intervenção dos bancos centrais, nomeadamente as declarações do Presidente do BCE contribuíram para que, durante este período, em 2012 o Eurostoxx50 somasse mais de 15%.
Analisando a série de retornos totais mensais desde 1994 para os três principais índices: S&P500, Dow Jones e Eurostoxx50, observamos que todos eles apresentam o mesmo padrão: retornos mais fracos entre Maio e Setembro. No entanto, apesar dos retornos mensais do período serem inferiores à média dos doze meses, também é verdade que a volatilidade verificada também é inferior à média observada anualmente.
Várias razões podem explicar este padrão sazonal, tradicionalmente são períodos de férias, assistindo-se a uma redução do volume negociado. Por outro lado, a já antecipada menor liquidez de mercado acaba por afastar os investidores institucionais.
 

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido