Seletivos e muito ágeis: uma abordagem imprescindível neste momento de mercado


(Tribuna de Anu Narula, diretor da equipa de gestão de ações globais da Mirabaud Asset Management.)

Desde há 17 anos, a equipa de ações globais da Mirabaud Asset Management apostou na abordagem temática para a gestão de ações globais, uma aproximação que, com a situação atual de COVID-19, ganha ainda mais relevância.

O contexto atual vai premiar os gestores especializados que tenham a agilidade de detetar sectores e empresas que beneficiam do atual ciclo económico. Gestores com uma sólida trajetória, que são capazes de se adaptar às mudanças que estão a acontecer a uma velocidade vertiginosa. Capacitados para identificar as temáticas e investir nelas de forma equilibrada, sem prescindir de um crescimento estável, e assim evitar uma grande concentração dos riscos. Esta abordagem e um elevado grau de responsabilidade são os pontos-chave para salvaguardar o património dos investidores em momentos turbulentos.

Na Mirabaud apostamos numa abordagem centrada nas oito temáticas que lideram o crescimento global a longo prazo e nas quais vemos grandes oportunidades de crescimento estrutural. Centramo-nos nas temáticas em que a procura cresce a um ritmo superior ao da oferta, com crescimento acima do PIB mundial. Procuramos os líderes no seu sector, porque a liderança determina se uma empresa capitalizará ou não a sua oportunidade temática. Para nós o ponto-chave está em detetar empresas que mantêm a liderança na tecnologia do sector ao qual pertencem e cuja equipa diretiva é capaz de gerar resultados e aproveitar as oportunidades de mercado.

A exposição a uma temática é necessária, mas não é suficiente, investimentos em empresas que por sua vez são sólidas e têm projeção. Além do foco temático, devem ser empresas de referência, que se destaquem pelas suas vantagens competitivas, com balanços sólidos e um elevado cash flow disponível. Investimos por sua vez unicamente nos líderes que operam sob os critérios ESG, empresas responsáveis para com o meio ambiente e com a sociedade, que cumprem com padrões de governance ao mais alto nível.

Uma das temáticas mais relevantes no contexto atual é a “Explosão de Dados”. Contempla empresas que aproveitam a transformação da economia digital e a mudança de preferências na forma como os indivíduos acedem à informação. O significativo aumento da procura de dados e o tráfego na Internet, motivado pelo teletrabalho imposto a nível global devido ao Covid-19, proporcionou fortes tailwinds que fortaleceram empresas expostas à nossa subtemática “Stay at Home”. A Cogent Communications é um exemplo de empresa que já beneficiava antes desta tendência e que, com o coronavírus, viu o seu crescimento ser acentuado.

Conscientes da robustez desta abordagem, na Mirabaud Asset Management, gerimos duas estratégias complementares: Equitires Global Focus e Global Equity High Income. Ambos partilham como pedra angular o investimento multitemático e o investimento em empresas líderes no seu sector que por sua vez aplicam os critérios ESG, mas diferem na seleção de valores, centrado em diferentes etapas do seu ciclo de maturidade.

O Equities Global Focus aposta em empresas com grande potencial numa fase mais inicial do seu ciclo de crescimento e que registram fortes aumentos nos lucros e um cash flow livre. Por sua vez, a proposta do Global Equity High Income pondera as empresas mais maduras e com um crescimento mais estável, com capacidade para gerar um cash flow consistente e proporcionar aos investidores dividendos de forma regular.

Investigando as singularidades de cada um, o Global Focus é uma estratégia concentra em 25 valores, com um active share de 96%, que nos últimos três anos capturou 109% das subidas e 72% dos retrocessos do seu índice de referência. Esta estratégia conta com mais de 300 milhões de euros sob gestão e alcançou uma rentabilidade a três anos de 36%*, muito acima dos 14% que acumula o seu índice de referência neste período (MSCI World). Conta com o reconhecimento da indústria como “Melhor Fundo de Ações Globais” pelo FT Adviser 100 Club 2019 (Londres) e Expansión/Allfunds em 2019 (Espanha). Ostenta o "Selo FundsPeople 2020 pela sua classificação de Blockbuster" (em Portugal e Espanha), e faz parte da "Insight List" da plataforma AllFundsBank.

Por sua vez, a estratégia Global Equity High Income centra-se num portefólio concentrado de 40 empresas que fornecem dividendos altos e sustentáveis, de 1,2 a 1,5 vezes acima do índice de referência, sendo 4% em últimos 12 meses. Partimos da convicção de que as empresas que oferecem dividendos tendem a ser altamente disciplinadas na gestão do seu cash flow, são rigorosas na tomada de decisões sobre gastos de capital e gerem o seu cash flow com cautela. A estratégia também possui uma participação ativa de 92,3%. Os ativos sob gestão estão próximos de 80 milhões de euros. O fundo acumulou 14% de retorno em comparação com os 12% do índice referência nos últimos 3 anos *.

Os excelentes resultados de ambas as estratégias endossam a abordagem temática global correta em ações: seleção, convicção, gestão ativa, flexibilidade e critérios ESG. Agora, mais do que nunca, é o momento de aproveitar as melhores oportunidades de mercado oferecidas pelo nosso foco temático.

*Dados de 12 de maio de 2020 Classe I em USD ** Rentabilidade Classe I cap USD Mirabaud Equities Globla Focus 1 ano -1,17% e 5 anos +36,64% e Mirabaud Global High Income 1 ano -3,62% e 5 anos +11,6%

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido