Seis produtos com subscrições líquidas acima dos 20 milhões em outubro


Em mês de S. Martinho, o contexto nacional de fundos de investimento mobiliário voltou a ser positivo. Conforme demos conta, os dados da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios (APFIPP) apontam para um novo saldo positivo de subscrições líquidas, desta feita na ordem dos 226,2 milhões de euros.

Dito isto, o panorama dos fundos de investimento mobiliário terminou com meia dúzia de fundos a ultrapassar os 20 milhões de euros em subscrições líquidas. Do lado da Caixagest, um dos produtos geridos pela entidade registou um saldo entre subscrições e resgates acima dos 100 milhões.

Assim, o Caixagest Liquidez torna-se o produto que melhor saldo de subscrições líquidas registou, saldo esse que ascendeu a mais de 104,3 milhões de euros. Imediatamente a seguir encontramos outro produto da responsabilidade da Caixagest, cujo tema de investimento tem vindo a ganhar importância nos últimos tempos. Trata-se do Caixagest Investimento Socialmente Responsável, que obteve um saldo de subscrições líquidas de cerca de 28,1 milhões de euros no mês de outubro.

Os fundos com o terceiro e quarto melhor saldo entre subscrições e resgates são ambos fundos de poupança reforma, um deles gerido pela IM Gestão de Ativos e o outro gerido pela BPI Gestão de Activos, respetivamente. Assim, o IMGA Poupança PPR registou um saldo de subscrições líquidas superior a 27,8 milhões de euros, enquanto que o BPI Reforma Segura PPR alcançou os 27,2 milhões de euros no mês em questão.

Os fundos com subscrições líquidas acima dos 10 milhões de euros

Captura_de_ecra__2017-11-30__a_s_17

Fonte: APFIPP, 31 de outubro

Empresas

Notícias relacionadas