Seguros financeiros representam a maior rubrica fora de balanço da CGD


Os resultados dos primeiros nove meses do ano de 2018 da Caixa Geral de Depósitos evidenciam um resultado líquido de 369 milhões de euros, mais 47 milhões de euros do que em setembro de 2017, e refletindo um ROE de 6,7%. Para o bom desempenho no período contribuíram a subida da margem financeira em Portugal, das comissões, e a redução dos custos operativos, segundo o banco.

O banco tem vindo a aumentar progressivamente os volumes fora de balanço, evidenciando um crescimento de 12% face ao mês de setembro de 2017 e 5,2% face ao final do ano. Para este crescimento, contribuíram principalmente os seguros financeiros e as operações em obrigações do tesouro de rendimento variável, muito embora os fundos de investimento mobiliários tenham contribuído com uma taxa de crescimento de 12% face a setembro. Contudo, este segmento de gestão de ativos cresceu apenas 1,7% desde o final do ano. Os seguros financeiros representam já a maior rubrica individual de recursos de clientes fora de balanço, atingindo os 8.355 milhões de euros.

CGD_1

Fonte: CGD

O banco destaca também a liderança nos principais segmentos de clientes e de produtos patentes numa quota de mercado de 39% na gestão de patrimónios e de 33% no segmento de fundos de investimento.

CGD2

Fonte: CGD

Notícias relacionadas