Tags: Negócio |

Seguros e outros recursos crescem mais de 35% no Santander Totta


Findos os primeiros nove meses do ano, o Santander Totta divulga os seus resultados referentes ao período, tendo alcançado, segundo o comunicado, um resultado líquido de 384,9 milhões de euros, ou seja, 16% acima do valor registado no período homólogo. António Vieira Monteiro, presidente executivo do Banco Santander Totta, refere mesmo que “os primeiros nove meses do ano mostram um crescimento sustentado e rentável da atividade do Banco, com os recursos a subirem 22% e o crédito 17%. A margem financeira cresce 26,9% e o resultado líquido atinge 385 milhões de euros, resultados estes que foram integralmente obtidos em Portugal”.

Recursos fora de balanço crescem mais de 27%

A tendência de crescimento dos recursos fora de balanço que tem vindo a ser refletida nos resultados de outras instituições bancárias – como a Caixa Geral de Depósitos ou do Banco BPI – também é demonstrada nos resultados do Santander Totta. 

Os recursos de clientes fora de balanço cresceram 27,5% entre setembro de 2017 e setembro de 2018, avançando dos 4.852 milhões de euros para os 6.187 milhões de euros. Este crescimento aparece impulsionado por duas frentes, com uma grande relevância a ser dada aos seguros e outros recursos. Esta rubrica chegou ao final de setembro nos 4.145 milhões de euros, ou seja, mais 35,6% do que um ano antes. Os fundos de investimento comercializados pelo banco, por seu turno, contribuíram para o aumento dos recursos de clientes fora de balanço com um crescimento anual muito próximo de 14%, chegando ao final de setembro de 2018 nos 2.042 milhões de euros.

Segundo a mesma informação divulgada pela entidade, até final de setembro de 2018, as comissões de seguros financeiros e de risco representam aproximadamente 76 milhões de euros, cuja contribuição é de 26% para o total de comissões do Banco.

 

Captura_de_ecra__2018-11-07__a_s_15

Fonte: Resultados Santander

Notícias relacionadas

O Mais Lido