Tags: Emergentes | Latam |

Segmento Private atinge os 577,2 mil milhões de reais no Brasil


Dados da ANBIMA que analisam a área de Private banking no ano passado, indicam que em 2013 o património deste segmento no Brasil cresceu 9,5% face ao de 2012, atingindo assim os 577,2 mil milhões de reais.

No que diz respeito à evolução dos recursos por ativo, a maior taxa de crescimento pertence à previdência aberta. É de notar uma ampliação da sua participação no volume total de recursos deste segmento nos últimos anos: se em 2010 o seu peso era de 3,3%,  em 2013 essa preponderância passou para cerca do dobro.

Fundos de investimentos: preferidos

No entanto, a liderança nos ativos sob gestão pertence ao fundos de investimento que ocupam 47,4% na distribuição dos ativos do private banking brasileiro. Segundo a ANBIMA o crescimento das aplicações em fundos de investimento no segmento private foi de 11,8% face a 2012. Para a Associação este incremento representa a cada vez maior “preferência pela gestão especializada do património num contexto de maior incerteza macroeconómica”.

Outra das tendências denotadas prende-se com o caráter menos conservador dos investidores do private face à indústria, que se reflete na própria distribuição por categoria de fundos de investimento. A grande concentração de investimento acontece na categoria de fundos Multimercados, onde se situa 57% desse investimento, refletindo assim a busca por veículos que garantam maior rentabilidade, ainda que com maior risco.

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido