Tags: Negócio |

Segmento imobiliário contrai em maio


Depois do crescimento no mês de março, o valor líquido global dos fundos de investimento imobiliário volta a cair pelo segundo mês consecutivo. Segundo os dados apresentados no relatório mensal da Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios, o valor líquido global dos F.I.I registou um decréscimo de 0,1% no mês de maio, fixando-se nos 9.159,3 milhões de euros. Apesar de abril e maio não terem sido positivos, regista-se um crescimento de 0,5% nos primeiros cinco meses de 2017.

Número de Fundos em atividade volta a diminuir

O mês de maio fechou sem o lançamento de qualquer novo Fundo de Investimento Imobiliário. Por outro lado, “deixou de se considerar o fundo MGE, que entrou em liquidação”, revela a publicação. Desta forma, o número de fundos em atividade (de entidades associadas da APFIPP) voltou a diminuir, passando de 200 para 199.

A composição do mercado de Fundos de Investimento Imobiliário, por sua vez, não apresenta qualquer alteração, mantendo-se os Fundos Fechados como o segmento com maior quota de mercado. Ainda que tenha registado uma queda mensal de 0,2%, esta categoria apresenta um volume de ativos sob gestão superior a quatro mil milhões no mês em questão, representando mais de 50% do total.

Por outro lado, a categoria dos Fundos Abertos de Acumulação foi a categoria que mais cresceu em termos percentuais – 0,4% - surgindo no segundo lugar com uma quota de mercado de 19,5% no mês em questão. O maior crescimento em valores absolutos do mês de maio também pertence a esta categoria, com um aumento de 7 milhões de euros.

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente