Tags: Alternativos |

Segmento imobiliário vinca queda


O mês de maio não foi diferente em relação aos últimos meses. Segundo os dados publicados pela Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios – APFIPP – o segmento de fundos imobiliários, no final de maio, geria mais de 9.695,76 milhões de euros. Neste valor apenas se incluem as entidades que são associadas na APFIPP, ou seja, uma representação de 89,31% do mercado nacional.

Face ao mês anterior, a descida é de 0,7% o que em termos monetários se traduz em cerca de 80 milhões de euros. Já se compararmos com o final do ano passado, a descida é de 3,6% e face aos 12 meses anteriores a queda é mais substancial: na ordem dos 12%.

De acordo com a Associação, não houve alterações no número de fundos disponíveis no mercado nacional, continuando a existir 211 produtos. No entanto, houve uma mudança na gestão: o “Fundo de Investimento Imobiliário Fechado Sete Colinas” passou a ser gerido pela Silvip, tendo saído da alçada da Fundger.

Em “queda livre”

Os ativos em carteira continuam em queda livre. O valor deste mês é o mais baixo dos últimos cinco anos, tendo renovado (mais uma vez) mínimos. Nesse período a queda situa-se em 9,50%, que em termos monetários quer dizer uma descida superior a 1.100 milhões de euros.

Os últimos cinco anos do valor em carteira

Valores em milhões de euros

FII_5y_Maio_2016

Fonte: CMVM

 

Notícias relacionadas