Tags: Alternativos |

Segmento imobiliário: as gestoras que mais investem em fundos de investimento terceiros


No final de junho os fundos de investimento imobiliários, cujas sociedades gestoras são associadas na Associação Portuguesa de Fundos de Investimento, Pensões e Patrimónios, geriam um total superior a 9.650 milhões de euros, menos 0,5% do que registado no final do mês de maio. A queda no património imobiliário também se fez na mesma proporção, para um valor superior a 10.705 milhões de euros. A lista da APFIPP engloba cerca de três dezenas de gestoras que representam 89,31% do mercado total nacional, segundo os últimos cálculos da CMVM.

Quem tem investimentos noutros fundos?

Da lista da APFIPP, apenas sete entidades efectuam investimento em produtos terceiros a partir dos seus próprios fundos imobiliários, totalizando, a esse nível 81,8 milhões de euros, o que representa menos de 1% do investimento total que fazem. A entidade que mais valor tem aplicado noutros produtos é a Interfundos, com um valor que supera os 40,2 milhões de euros. Dos fundos geridos pela entidade, aquele que tem a maior fatia neste segmento é o fundo Renda Predial, que se trata de um fundo fechado, com mais de 22,6% da sua carteira aplicada nutros fundos de investimento.


Com dois dígitos surge ainda mais uma entidade. Trata-se da GNB Gestão de Ativos que investe mais de 27,6 milhões de euros noutros fundos de investimento. O fundo da entidade que tem a fatia maior neste tipo de investimento é o Fundes, um fundo fechado, com uma percentagem de 5,68% dos seus 149 milhões de euros.

As entidades que investem noutros produtos

Captura_de_ecra__2016-07-25__a_s_17

“Construções Acabadas + Direitos” lideram

A maior parte da carteira dos fundos imobiliários – como seria de esperar – investe na rubrica “construções acabadas + direito”. Segundo a Associação esse investimento representa 77% do total investido pelas gestoras nacionais, num valor que supera os 7.423 milhões de euros.

Das entidades que são associadas da APFIPP, aquela que regista o maior valor de investimento nesta rubrica é a Fundger, com um total superior a mil milhões de euros, ou seja, mais de 95% do total investido pela entidade. Esta é, também, a única entidade que supera os mil milhões de euros neste segmento. A entidade que mais se aproxima é a Interfundos com um investimento superior a 964 milhões de euros, ou seja, mais de 71% do total investido pela gestora imobiliária.

 

Empresas

Notícias relacionadas

O Mais Lido