Tags: Pensões |

Sector segurador e fundos de pensões: qual a evolução das carteiras?


Na apresentação do último relatório do setor segurador e dos fundos de pensões, e do relatório de regulação e supervisão da conduta de Mercado falou-se não só do enquadramento macroeconómico, mas também dos próprios resultados subjacentes ao sector, em 2015.

Ao nível dos investimentos das empresas de seguros, Hugo Borginha, da direção de supervisão prudencial, deu conta de que face ao ano anterior, “a exposição a ações e a títulos de participação e as disponibilidades à vista reforçaram a sua representatividade em 3,1 e 2,7 pontos percentuais”. Outra das tendências, referiu, foi “a redução da exposição ao sector financeiro, que diminuiu 6,1 pontos percentuais em 2015, para os 39,7% do total investido”.

Os fundos de pensões, por sua vez, no final de 2015, somavam um número de 217, menos 7 do que no final de 2014. O profissional destacou que embora o mercado não tenha crescido, “os montantes sob gestão incrementaram-se para os 18,2 mil milhões de euros”. As contribuições, contudo, diminuíram cerca de 37%, mas essa diminuição deve ser olhada tendo em conta “o aumento obtido nas contribuições no ano de 2014”, por causa da necessidade de “financiamento dos fundos em consequência das baixas taxas de juro”.

contribuições pensões

 

E em 2016?

Olhando também para 2016, o profissional indicou ainda que ao longo do primeiro semestre do ano, o valor das carteiras de investimento das empresas de seguros decresceu 3,6%, cifrando-se nos 49,8 mil milhões de euros. No que toca à composição dos portefólios, vincou que a componente “obrigacionista continua a subir”, por via quer da permanência da dívida pública, quer da dívida privada. 

composição seguros

Nos fundos de pensões, por sua vez, nos três trimestres de 2016 não houve alteração do número total de fundos fechados ou de fundos abertos. O volume global de contribuições foi de 399 milhões de euros, registando um decréscimo de 13,9%, comparativamente com o período homólogo. Em relação à carteira de investimentos, “a estrutura manteve-se relativamente inalterada”, apenas com um ligeiro aumento do peso dos fundos de investimento e da dívida pública.

composição pensões

Notícias relacionadas

O Mais Lido