Tags: Alternativos |

Schroders completa a compra da Secquaero


A gestora britânica Schroders acaba de comunicar que aumentou a sua participação na Scquaero até 100% com o  objetivo de continuar a reforçar o seu negócio de ativos privados.

“A combinação do conhecimento especializado da Secquaero em seguros e titularização de riscos de seguros, juntamente com o alcance global da plataforma de distribuição de gestão de ativos da Schroders, conduziu ao êxito da associação, ao proporcionar uma oferta altamente atrativa a investidores sofisticados que procuram investir em estratégias de ILS”, afirma Andreas Markwalder, CEO da Schroder Investment Management (Switzerland) AG.

A relação entre a gestora e o provedor de soluções ILS (Insurance Link Securities), remonta ao ano de 2013, quando a Schroders adquiriu 30% da Secquaero perante o aumento da procura para este tipo de valores associados a seguros que receberam dos seus clientes. Esta relação tem vindo a fortalecer-se com o tempo já que em fevereiro de 2016 a gestora elevou a sua participação até 50% e desde junho deste ano a Secquaero tem atuado como assessor exclusivo da Schroders em estratégias de investimento de ILS. 

A aquisição agora de 100% implicará que a Secquareo se integre completamente na unidade de ativos privados da Schroders. Neste sentido Dirk Lohmann dirigirá desde Zurich a equipa à frente das estratégias relacionadas com ILS e operará dentro da Schroder Investment Management (Switzerland) AG sob o nome de Schroder Secquaero. No final do mês de junho esta equipa, integrada por um total de 25 pessoas geria cerca de 3.000 milhões de dólares de ativos e o objetivo é que esse montante continue a crescer num contexto de mercado que é muito favorável para este tipo de estratégias. 

“Numa época em que a diversificação e uma rentabilidade absoluta positiva são fundamentais, os argumentos a favor dos ILS continuam a ser sólidos. O ADN da Secquaero, juntamente com a sua presença no mercado e a sua larga experiência, incorporar-se-ão aos ativos Privados da Schroders”, afirma Dirk Lohmann. 

Empresas

Notícias relacionadas