Tags: Negócio |

Santander com lucros de 3,3 mil milhões de euros nos primeiros nove meses de 2013


O maior banco espanhol, fechou os primeiros nove meses do ano com os lucros a crescerem 77% para os 3,3 mil milhões de euros. Se apenas se contabilizar o terceiro trimestre, o lucro do banco passou de 122 milhões para 1,06 mil milhões de euros. “Depois de vários anos de um forte saneamento e fortalecimento do capital, o Banco Santander está preparado para um novo cenário de melhoria da rentabilidade”, afirmou o presidente da instituição Emilio Botín.

Ainda assim, este aumento ficou a dever-se à queda nas provisões, em resultado da descida do crédito malparado, sobretudo no mercado espanhol.

Por grandes segmentos, Europa continental pressupõe 36% dos recursos de clientes geridos pelo Santander (26% corresponde a Espanha), Reino Unido 32%, América Latina 27% (15% Brasil) e Esta­dos Unidos os restantes 5%.

Portugal é apenas 1%

Portugal continua a ter um peso residual para o maior banco espanhol, com os depósitos e os créditos a clientes a descerem nos primeiros nove meses do ano. Os depósitos caíram 3% para 24,1 mil milhões de euros.

O património em fundos e sociedades de investimento é de 1.141 milhões de euros o que significa uma diminuição de 29,2% face a igual período do ano anterior. Já nos fundos de pensões, a variação foi positiva, a representarem 776 milhões de euros a 30 de Setembro deste ano, o que corresponde a uma subida de 1,6% relativamente ao período homólogo.

FI aumentam significativamente no Brasil

O mercado brasileiro consolida-se como o maior país onde o banco está instalado. Por depósitos de clientes, no Brasil desceram cerca de 5% para 65,8 mil milhões de euros. Em termos de fundos de investimento o crescimento foi expressivo de cerca de 31%. No global, a região da América Latina apresenta um lucro aproximado aos 2,6 mil milhões de euros até setembro deste ano. 

Empresas

Notícias relacionadas

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido