Tags: Negócio |

Santander AM líder no trimestre e no ano ao nível das captações líquidas


Saldo positivo: é o que mostra a APFIPP no seu último relatório estatístico trimestral relativamente aos fluxos de entrada e saída dos fluxos de investimento mobiliário no terceiro trimestre. A Associação revela que no final do terceiro trimestre tinham entrado 287,9 milhões de euros nos fundos mobiliários, enquanto desde o início do ano esse valor é mais elevado, nomeadamente de 327 milhões de euros. 

Santander AM dá nas vistas

Este saldo entre subscrições e resgates teve um grande contributo da parte da Santander Asset Management. A entidade assistiu no terceiro trimestre a entradas líquidas superiores a 154 milhões de euros, e também na análise desde o início do ano é a gestora que mais dá nas vistas, com um fluxo líquido de  215,7 milhões de euros. Segue-se, por ordem de fluxos de entrada, a IM Gestão de Ativos com 119,1 milhões de euros, e a GNB GA com 69,1 milhões de euros.

Desde o início do ano –e como já referido – a Santander AM apresenta-se em destaque: as captações líquidas da gestora perfazem mais de 65% do total de subscrições líquidas do mercado. Segue-se a Caixa Gestão de Ativos, que no período acumula um saldo líquido superior a 170 milhões de euros, e, seguidamente, a GNB GA com mais de 159 milhões de euros de subscrições líquidas desde o início do ano. 

Captura_de_ecra__2019-12-02__a_s_14

Fonte: APFIPP,  3.º trimestre

Empresas

Próximos eventos