Tags: Obrigações | Ações |

S&P sobe ‘outlook’ de Portugal para estável após o anúncio de mais apoio pela Europa


Em comunicado divulgado hoje, a S&P diz esperar "que as entidades europeias credoras de Portugal aumentem a maturidade dos empréstimos para o país, o que poderá reduzir a necessidade de refinanciamento do sector público português”. 

A agência considera, ainda, que a Troika deverá ajustar o programa de consolidação fiscal de Portugal dado o estado de deterioração da economia o que, dizem, “torna o processo de ajustamento de Portugal mais sustentável, quer economicamente, quer socialmente, e reduz o risco de não cumprimento do programa".

A revisão de ‘outlook’ reflecte "a evidência adicional que as instituições europeias vão continuar a apoiar o programa de ajustamento de Portugal, dado o compromisso do governo para as reformas estruturais e orçamentais”, adiantou a S&P no mesmo comunicado.

O ‘outlook’ estável tem em conta o equilíbrio entre a consolidação orçamental de curto prazo e os desafios para a economia e a nossa perspectiva do forte compromisso do Governo para implementar reformas”, justifica a S&P.   

No entanto, a agência de notação refere que poderá cortar o ‘rating’ de Portugal se se verificar uma diminuição do compromisso político relativamente à implementação do programa de ajustamento ou o eventual recuo das instituições europeias na intenção de aceitar estender os prazos de pagamento da dívida portuguesa, assim como de apoiar financeiramente o país. Por outro lado, a notação pode ser revista em alta caso “a prestação das exportações seja muito melhor do que estamos à espera, ou se o investimento recuperar de forma significativa”.

Notícias relacionadas

O Mais Lido