Reuniões de bancos centrais e divulgação de dados do emprego marcam esta semana


A semana começa com a divulgação do índice PMI para a indústria, referente a Junho, para Alemanha, França, Reino Unido, Zona Euro e China, enquanto nos Estados Unidos é divulgado o índice homólogo ISM, também relativo a ao sexto mês do ano. Destaque, neste primeiro dia da semana, para a divulgação taxa de desemprego na Zona Euro, em Maio, cuja estimativa aponta para um ligeiro agravamento.

Nos dois primeiros dias da semana, empresas como a espanhola Acciona, o banco norte-americano JP Morgan Chase e a as francesas Pernot-Ricard e Lafarge pagam dividendos.

A meio da semana é a vez de serem divulgados o índice PMI dos serviços em França, Alemanha, Reino Unido e Zona Euro (Junho), sem que na região da moeda única é também publicado o ISM compósito, também relativo ao mês passado. As vendas a retalho relativas a Maio, na região da moeda única, também são conhecidas na quarta-feira. Nos Estados Unidos são publicados dados do mercado laboral e as reservas de crude (na semana terminada a 28 de Junho).

Na quinta-feira é dia de reuniões de bancos centrais, com o anúncio de decisão sobre taxas de juro pelo Banco de Inglaterra e pelo Banco Central Europeu, com os economistas a apontarem para uma manutenção das taxas em 0,50%, em ambos os casos.

Na sexta-feira, os Estados Unidos divulgam a taxa de desemprego, em Maio, sendo 7,5% o número esperado.

Quanto a leilões de dívida pública, a semana começa com um em França, logo na segunda-feira, estando agendada a ida da Alemanha ao mercado na quarta-feira. Na quinta há uma emissão de Espanha e mais uma de França.