Tags: Obrigações | Ações | Europa | EUA |

Reunião do Ecofin marca semana com decisões sobre taxas de juro


A semana começa com a reunião do Ecofin, que se prolonga por dois dias, sendo divulgados na segunda-feira,em termos de indicadores económicos, os preços da produção industrial na Zona Euro (Janeiro).

Para o dia seguinte está agendada, também na região, a publicação das vendas a retalho (Janeiro) e do índice PMI compósito e de serviços (Fevereiro), este último a ser também divulgado pela Alemanha. Apresentam resultados empresas como EDP, RWE e Deutsche Post.

A meio da semana são publicados números do Produto Interno Bruto (PIB) na Zona Euro, referentes ao quarto trimestre do ano passado, enquanto nos Estados Unidos a Fed divulga o Livro Bege e são conhecidos ainda as encomendas à indústria (Janeiro) e as reservas de crude (na semana terminada a 1 de Março).

Na quinta-feira há três bancos centrais que anunciam decisão sobre as taxa de juro de referência, sendo a expectativa de uma manutenção em todos os casos: de 0,75% pelo BCE, de 0,50% pelo Banco de Inglaterra e de 0,10% pelo Banco do Japão.

Ainda no mesmo dia são conhecidas as encomendas à indústria na Alemanha (Janeiro), os novos pedidos de subsídio de desemprego nos Estados Unidos (na semana terminada a 2 de Março), estando entre as empresas que apresentam resultados a Merck, a Telecom Italia, a REN, a Sonaecom e a Altri.

Na sexta-feira, a Alemanha publica a evolução da produção industrial (Janeiro), a China divulga a balança comercial (Fevereiro) e nos Estados Unidos é conhecida a taxa de desemprego, relativa a Fevereiro.

Quanto a leilões de dívida, no primeiro dia da semana França vai ao mercado, seguindo-se o Mecanismo Europeu de Estabilidade (ESM) na terça-feira e a Alemanha na quarta. Na quinta volta a haver uma emissão de França, com Espanha a realizar também um leilão.