Tags: Obrigações | Ações | Europa | EUA |

Reunião do Ecofin e divulgação de dados do PIB entre os destaques da semana


Os dois primeiros dias da semana são marcados pela reunião do Ecofin, estando em cima da mesa, entre outros assuntos, a preparação do encontro do G20 agendado para o final da semana.

Quanto a outros temas, na segunda-feira serão conhecidos a produção industrial em França (Dezembro 2012) e os resultados da L’Oreal e da Galp Energia, estando agendada para terça a divulgação da inflação em Portugal e no Reino Unido (ambos referentes a Janeiro), assim como resultados de empresas como Barclays, Michelin e Coca-Cola.

A meio da semana serão publicados os dados da produção industrial na Zona Euro  (Dezembro) e a taxa de desemprego em Portugal (quarto trimestre), enquanto nos Estados Unidos serão conhecidos os preços na importação (Janeiro), as vendas a retalho (Janeiro) e as reservas de crude (na semana terminada a 8 de Fevereiro); quanto a resultados anuais serão conhecidos os de ING, Total, Peugeot e Cisco Systems, entre outros.

Para quinta-feira está agendada a divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) de França, Alemanha, Itália, Portugal e do conjunto da Zona Euro, no quarto trimestre de 2012; o BCE publica o relatório mensal e nos Estados Unidos são divulgados os novos pedidos de subsídio de desemprego (na semana terminada a 9 de Fevereiro). Quanto a resultados divulgam contam empresas como BNP Paribas, Nestlé, Renault, Iberdrola, EDF e General Motors.

No último dia da semana são conhecidos os números da inflação em Espanha (Janeiro), da balança comercial na Zona Euro (Dezembro), assim com o indicador de actividade industrial de Nova Iorque (Fevereiro), a produção industrial (Janeiro) e o índice de confiança dos consumidores da Universidade de Michigan (Fevereiro), todos nos Estados Unidos. O Banco de Portugal publica o boletim oficial mensal e a Eni, a PPR e a Kraft Foods estão entre as empresas que apresentam contas anuais. Destaque ainda para a reunião dos ministros das Finanças e chefes de governo do G20, que decorre hoje e sábado, em Moscovo.

Quanto a leilões de dívida pública, a semana começa com Alemanha e França a irem ao mercado, logo na segunda-feira, estando agendado para o dia seguinte colocações por parte de Espanha, Itália, Alemanha e Fundo Europeu de Estabilização Financeira. Na quarta-feira, Itália e Alemanha fazem novos leilões de dívida.

Próximos eventos