Tags: Negócio |

Resultados CGD: seguros financeiros impulsionam recursos fora de balanço


Mais 58 milhões de euros do que no período homólogo de 2018: é o que demonstra o resultado líquido consolidado da Caixa referente ao 1.º trimestre de 2019, que, segundo a informação lançada pela instituição liderada por Paulo Macedo, atingiu os 126,1 milhões de euros em março deste ano. Os resultados exprimem um crescimento de 85% face ao período homólogo.

No campo das captações de recursos, nomeadamente ao nível dos recursos fora de balanço, a entidade salienta que “apesar dos decréscimos registados nas componentes de fundos (em particular nos fundos de liquidez)”, a rubrica conseguiu  uma progressão homóloga de 944 milhões de euros (+4,8%). Os seguros financeiros, à semelhança do que aconteceu também com o BPI, foram a grande alavanca para este resultado, ao  registarem um aumento de 789 milhões de euros (+10,1%). Os seguros financeiros, no final de março passado, valiam na instituição 8.586 milhões de euros.

Captura_de_ecra__2019-05-03__a_s_11

Nota ainda para o facto do total de recursos captados na atividade doméstica da entidade ter ascendido a 72.874 milhões de euros no termino do primeiro trimestre de 2019, o que representou um aumento de 5,8% face ao período homólogo.

Liderança 

No relatório e contas a entidade faz ainda destaque à manutenção da liderança de mercado em fundos de investimento mobiliário – com uma quota de 34,3%. De salientar que a entidade apresenta uma quota de mercado de 32% em seguros financeiros, 32,8% em PPR, e 38,6% na gestão de patrimónios.

Captura_de_ecra__2019-05-03__a_s_10

Notícias relacionadas