Tags: Gestores |

Restruturação na Real Vida Seguros com foco nos produtos da seguradora


Reorganização e restruturação, com o foco na Real Vida Seguros. É o que Gonçalo Pereira Coutinho, CEO do Grupo Patris, conta à Funds People Portugal, depois de terminada a alienação da Patris Gestão de Activos e a sua posterior venda.

Com a integração da gestão de ativos na Real Vida Seguros, o responsável da entidade conta que “os clientes particulares que tinham contas de gestão discricionária na antiga Patris Gestão de Activos realocaram maioritariamente os seus recursos financeiros para produtos de poupança e de investimento da Real Vida, ou até para os seus fundos de pensões, que têm estado sempre entre os mais rentáveis das respectivas classes”.

Neste centramento de atividades, o CEO do Grupo Patris esclarece que atualmente “a Real Vida Seguros posiciona-se como uma seguradora vocacionada para particulares e na sua proteção nos mais variados tipos de risco: vida, acidentes pessoais, saúde e financeiros (incluindo gestão de fundos de pensões)”.  Com tipos de seguros com apólices que se adaptam “às necessidades específicas dos clientes”, Gonçalo Pereira Coutinho destaca características como os “preços sempre muito competitivos”, e “com o apoio e o aconselhamento de uma equipa comercial e de um contact center que presta um serviço rápido, eficaz e muito personalizado”.

Nesta oferta o profissional destaca que os produtos financeiros da entidade “têm todos taxa garantida e não têm qualquer custo de manutenção, o que os torna muito competitivos face aos depósitos à ordem ou a prazo que atualmente não têm qualquer remuneração (e têm custos de manutenção crescentes)”. Ao nível dos fundos de pensões, o CEO da entidade realça também os bons resultados de um produto em específico, Real Reforma Jovem, que se apresentou ao mercado como o fundo de pensões aberto mais rentável no primeiro semestre de 2019.

Para além dos fundos de pensões de marca própria, a entidade faz parcerias com outras entidades ao nível dos fundos de pensões abertos e Unit-Linked, como é o caso da Optimize IP e do BiG, respetivamente. Avaliando positivamente ambas as colaborações, Gonçalo Pereira Coutinho acredita que estas têm “espaço de crescimento”. Conta que a Real Vida “tem também parcerias com várias outras entidades (algumas são instituições financeiras, outras são corretoras ou mediadoras de seguros) através das quais a seguradora distribui os seus produtos de seguros”.

No top 10 de seguradoras

O crescimento da entidade nos últimos tempos é também um dos aspetos assinalados pelo CEO à Funds People. Nesse sentido, Gonçalo Pereira Coutinho assinala que a entidade se encontra “dentro das 10 maiores seguradoras portuguesas a nível de vida risco com cerca de 3% de quota de mercado, tendo uma quota mais baixa se incluídos no ramo vida os produtos financeiros”. Na gestão de fundos de pensões, por seu lado, a Real Vida ocupa o 9º lugar do ranking com uma quota de mercado de cerca de 1,5%. Fora do canal bancário, por sua vez, a Real Vida é já a 4ª seguradora que vende mais seguros em Portugal, com uma quota de mercado superior a 10%.

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas