Tags: Gestores | Negócio | ISR |

Rentabilidades com responsabilidade


TRIBUNA de Christophe Girondel, membro do órgão superior de gestão e diretor de distribuição na Nordea Asset Management. Comentário patrocinado pela Nordea AM.

Os mercados financeiros prestam cada vez mais atenção às questões do meio ambiente, sociais e de governo (ESG). Atualmente, existem soluções de investimento capazes de conciliar na perfeição o potencial de rentabilidades apelativas a longo prazo com as preocupações sobre a sustentabilidade.

O investimento responsável é um segmento do contexto financeiro que cresce rapidamente. Segundo a Global Sustainable Investment Alliance, os ativos globais geridos profissionalmente que seguem estratégias de investimento responsáveis aumentaram cerca de 25% entre 2014 e 2016. A ideia enraizada de que os fundos com restrições em termos de ESG têm de se contentar com uma menor rentabilidade está a mudar. Na verdade, a noção de que a inclusão destas preocupações poderá traduzir-se em melhores resultados a longo prazo está a aumentar.

O investimento responsável está profundamente enraizado na cultura e na filosofia empresarial da Nordea Asset Management (NAM). A nossa missão é oferecer rentabilidades com responsabilidade. Ter em conta todos os fatores importantes para os investimentos dos clientes é uma obrigação fiduciária. Por este motivo, estabelecemos um quadro de investimentos responsável. Neste sentido, a NAM foi uma das primeiras signatárias dos Princípios para o Investimento Responsável das Nações Unidas (UNPRI) há mais de dez anos. Desde então, a empresa subscreveu várias iniciativas de investimento responsável e estabeleceu um quadro de investimento responsável e completo.

Influência positiva e baseada na comunicação

A nível empresarial, a NAM implementa várias estratégias de investimento responsável nos fundos que gere. Uma delas é a comunicação, cujo primeiro componente consiste em adotar um papel de acionista ativo. A propriedade ativa consiste em exercer os nossos direitos de voto formais como acionistas. Paralelamente, mantemos um diálogo ativo com as empresas para as incentivar a melhorar os seus sistemas de gestão, o seu rendimento no âmbito de questões do meio ambiente, sociais e de governo (ESG) e os seus relatórios. Acreditamos que isto representa um poderoso agente de mudança e pode ajudar a preservar, e inclusive a melhorar, o valor dos nossos investimentos.

Embora a interação seja sempre a abordagem preferida da NAM, como gestor de ativos tomei uma decisão a nível empresarial que representa uma exclusão de determinados valores de toda a nossa gama de fundos. Por exemplo, a NAM proibiu o investimento em empresas cujas receitas resultem de mais de 30% da indústria do carvão. Da mesma forma, os investimentos em empresas ativas na produção de armas ilegais ou controversas foram proibidos.

A NAM aposta firmemente na integração de questões de ESG. Acreditamos que a inclusão e consideração dos fatores de ESG nos nossos processos de investimento melhoram o risco e ajudam a proteger o valor dos acionistas, para além de aumentar as rentabilidades a longo prazo. Para apoiar esta abordagem, a NAM certifica-se de colocar à disposição de todos os gestores em carteira interna, análises sobre as questões do meio ambiente, sociais e de governo (ESG) específicas da empresa. Esta medida permite-lhes tomar decisões de investimento melhores, uma vez que os dados relativos a ESG são uma fonte preciosa de informação sobre os potenciais riscos a longo prazo que uma empresa pode enfrentar.

Estratégias ativas em ESG

O contexto de investimento responsável da NAM transcende o nível empresarial e materializa-se em estratégias e produtos específicos.

  • As estratégias STARS são um exemplo destacado da oferta de ESG da NAM.
  •            Como qualquer outro fundo gerido ativamente, o objetivo das estratégias STARS é ultrapassar o seu índice de referência. Para isso, centram-se ativamente em empresas que cumprem determinados padrões de sustentabilidade e que demonstram o seu compromisso em relação a isso.

 

  •             As equipas focam-se em selecionar empresas com maiores índices de ESG, em vez de realizar rastreios negativos. Os dados de ESG integram-se totalmente com os dados financeiros para oferecer uma perspetiva completa das empresas em que a NAM investe. Em vez de considerar a evolução acima do índice de referência e os padrões ESG como objetivos contraditórios, as equipas de gestão dos fundos STARS incorporam os fatores associados às questões de meio ambiente, sociais e de governo nos seus modelos de valorização para gerar rentabilidades acima do mercado.

 

  •           Não obstante, o ESG não acaba aqui: os fundos STARS assumem um processo de participação muito exaustivo e sistemático. Nas estratégias STARS procuramos fomentar e promover a mudança, iniciando um diálogo com as entidades investidas acerca de temas específicos relacionados com o ESG. Mediante este nível de interação com as empresas investidas, fomos capazes de influenciar na mudança de questões tão diversas como o trabalho infantil, a indústria de cobalto e a proteção dos acionistas.

 

  • Em relação à base de uma perspetiva mais ampla relativa ao investimento responsável, a NAM desenvolveu há dez anos uma solução baseada no tema da sustentabilidade, a estratégia Global Climate and Environment. Esta estratégia foca-se na eficiência dos recursos e na proteção do meio ambiente e aproveita diretamente a grande tendência do clima, cujo crescimento se baseia numa vasta dinâmica até à mudança e nas vantagens económicas que oferece às empresas participantes. No entanto, o investimento em empresas que desenvolvam meios inovadores de abordar as questões climáticas e ambientais permite a esta estratégia representar um papel positivo para promover um futuro mais sustentável.

Ao longo dos últimos dez anos, a NAM desenvolveu várias abordagens que apoiam o seu contexto integral de investimento responsável. Tais abordagens refletem-se em várias estratégias e compromissos à escala empresarial em relação ao investimento responsável, assim como à essência de produtos específicos.

A NAM já tem muitos anos ativos no âmbito do investimento e estamos satisfeitos com que o compromisso com estas questões tenha crescido durante este tempo entre a comunidade dedicada à gestão de ativos. A tendência global a favor do investimento responsável continua. Existe uma crescente procura de soluções de investimento capazes de conciliar um rendimento apelativo a longo prazo e preocupações de sustentabilidade. Ao longo de mais de dez anos, a NAM desenvolveu uma experiência sólida neste campo.

Nordea Asset Management é o nome funcional do negócio de gestão de ativos conduzido pelas seguintes entidades legais: Nordea Investment Funds S.A. e Nordea Investment Management AB (“as Entidades Legais”) e as suas sucursais, subsidiárias e escritórios de representação. Este documento tem o objetivo de prover o leitor com informação sobre as capacidades específicas da Nordea. Este documento (ou qualquer visão ou opinião expressa no mesmo) não representa um conselho de investimento nem uma recomendação de qualquer produto financeiro, estrutura de investimento ou instrumento, para entrar ou sair de certa transação ou para participar em qualquer estratégia de trading. Tal só poderá ser feito através de um Offering Memorandum, ou através de um contrato similar. O presente documento não poderá ser reproduzido ou divulgado sem autorização prévia. © As Entidades Legais aderentes à Nordea Asset Management e todas as suas sucursais, subsidiárias e escritórios de representação.

Profissionais
Empresas

Notícias relacionadas

Quando o marketing distorce o ISR

As gestoras estão-se a lançar numa campanha para se posicionarem nesta área, dado o grande potencial de crescimento que veem. Isto fez com que o investimento socialmente responsável esteja a ser revestido por uma tinta publicitária perigosa que a mancha e destrói.

Anterior 1 2 Siguiente

O Mais Lido