Tags: Negócio |

Rendibilidades em setembro: os melhores fundos de cada gestora


O mês de setembro foi relativamente calmo nos mercados financeiros, sobretudo quando comparado com os meses anteriores. Por exemplo, tomando como base o índice bolsista português - o PSI 20 - a volatilidade foi de 15,61% no mês passado, um valor é mais baixo do que o atingido em setembro do ano passado. Em termos acumulados, nos primeiros nove meses do ano a volatilidade é de 22,38%.

Em termos de valorizações, o mês também não foi sorridente. Analisando o PSI 20, este decaiu pela segunda vez consecutiva, desta feita a descida foi de 2,43%.

Quais foram os fundos que se destacaram, em cada entidade?

O mês não foi dos mais positivos do anos Ainda assim, alguns fundos destacaram-se pela positiva. O melhor fundo do mês, segundo os dados disponibilizados pela Morningstar, foi o Caixagest Acções Japão cuja gestão pertence à Caixagest. Este produto foi o mais rentável do ano passado e em setembro registou ganhos de 4,37%. Na passada revista Funds People Portugal número 12,  Isabel Carvalho, da entidade, referia que apesar do produto estar a cargo da Caixagest, “o mandato de desenvolvimento de uma estratégia de investimento em ações japonesas está atribuído a uma entidade externa: a AllianzGI Japan”. 

Destaque, também, para o fundo mais rentável da BPI Gestão de Activos. Trata-se do BPI Àfrica que registou uma evolução positiva de 1,79% no mês de setembro. O seu património ascende a 5,8 milhões de euros e conta com as cotadas sul-africanas Naspers, JSE e Holdsport, além da queniana Safaricom como os maiores investimento em carteira.

Três acima de 1%

Encontramos mais três fundos, que foram os melhores da sua entidade gestora, e que contam com uma rendibilidade acima de 1% no mês de setembro. Com 1,58% vem o Montepio Multi Gestão Mercado Emergentes que faz parte do portefólio da Montepio Gestão de Activos. O fundo gere mais de 6 milhões de euros, com os maiores investimentos a serem realizados em fundos de gestoras internacionais, tais como a BlackRock (através do fundo BGF Emerging Markets), a Fidelity (com o Fidelity Emerging Markets, que ostenta dois selos Funds People: o de Consistente e o de Blockbuster) e ainda a Schroders (com o Schroder ISF Emerging Markets).

Logo depois vem o IMGA Mercados Emergentes que é gerido pela IM Gestão de Activos e que no mês de setembro registou ganhos de 1,18%. Com quase 3 milhões de euros em ativos sob gestão, o fundo tem como maior investimento em carteira o produto Comgest Growth Emerging Mkts.

A fechar esta lista vem o NB Ações América que é gerido por Miguel Anjos da GNB Gestão de Activos. Em setembro atingiu ganhos de 1,02% e regista um património superior a 3 milhões de euros. Em termos de maiores ativos em carteira, destaque para o iShares US Regional Banks e ainda para as cotadas Apple, Alphabet e ainda a Visa.

Os melhores fundos em setembro, de cada entidade

Captura_de_ecra__2016-10-10__a_s_15

Fonte: Morningstar no final de setembro.

Empresas

O Mais Lido