Tags: Negócio |

Rendibilidade do fundo dos certificados de reforma aumenta em Junho


Este valor representa uma melhoria face à rendibilidade de Maio, de 4,52%, e ficou a deve-se sobretudo, à melhoria do retorno a 12 meses das acções, que ascendeu a 6,16% contra 2,87%, em Maio, de acordo com o folheto informativo deste mês divulgado pelo Instituto de Gestão de Fundos, da Segurança Social. No mesmo período houve uma redução do peso das acções na carteira deste PPR,  de 14,5% para 12,91%.
Relativamente aos outros activos em carteira registou-se uma melhoria ligeira na rendibilidade a um ano da dívida pública portuguesa, para 2,88%, e uma quebra na da dívida da OCDE (excepto dívida pública portuguesa), para 5,73%. Este investimento representa cerca de 61% do total da carteira do fundo de certificados de reforma, a qual ascende a 22,82 milhões de euros.